Um levantamento realizado pelo índice MCC-ENET, desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital, em parceria com o Neotrust, apurou que o e-commerce brasileiro cresceu 73,88% em 2020. Ou seja, o canal de vendas online está cada vez mais presente nas organizações.

Esse estudo mostra como o comércio eletrônico tem se tornado cada vez mais popular. É claro que esse crescimento foi impulsionado pela pandemia da Covid-19, que fez com que grande parte do comércio não-essencial tivesse os atendimentos presenciais suspensos.
 

Porém, de acordo com uma previsão feita pela Ebit|Nielsen, o e-commerce brasileiro deve continuar crescendo em 2021. Até o final deste ano, o aumento deve ser um pouco mais modesto que o de 2020, alcançando cerca de 26%. Mesmo assim, seguimos em uma crescente considerável.
 

Vale lembrar que o e-commerce não cresce apenas para o comércio B2C. As empresas B2B também estão vendo a necessidade de ter um canal de vendas online – é aí que se dá início a um conflito.
 

Muitas dessas empresas business to business, ou seja, que vendem para outras companhias, trabalhavam, até então, com representantes comerciais. Esses profissionais acabam vendo a migração para o online de forma negativa, uma vez que acreditam que o e-commerce vai ocupar o lugar deles e os seus empregos estão ameaçados.
 

Entretanto, isso não acontece! A tendência é que as empresas busquem meios para aliar vendedor externo e canal de vendas online, em estratégias sólidas para os negócios.
 

É sobre isso que falaremos neste artigo! Vamos explicar como aliar os vendedores externos ao canal de vendas online. Antes disso, no entanto, é importante que você conheça as vantagens e desafios de apostar no e-commerce para o comércio B2B. Acompanhe. 
 

4 vantagens do canal de vendas online para as empresas B2B

Para as empresas B2B, investir em um canal de vendas online pode ser bastante vantajoso. Veja, a seguir, alguns dos principais benefícios que podem ser obtidos.
 

1. Ampliação dos meios de pagamento

Ter um canal de vendas online faz com que os clientes tenham mais opções para fazer os pagamentos das compras.
 

Os valores podem ser pagos via boleto bancário, com cartões de crédito, por meio de links disponibilizados, transferências PIX etc.
 

2. Aumento da receita

Não existe empresa que não tenha o desejo de fazer com que os lucros cresçam, concorda? Por isso, para o comércio B2B, investir nos canais de venda online pode ser um meio de lucrar mais.
 

Afinal, se os seus produtos estão disponíveis na web, os clientes poderão acessar e fazer as compras na hora e no lugar em que eles estiverem. As fronteiras físicas são quebradas!
 

3. Redução de custos

Além de aumentar os lucros, o e-commerce B2B também reduz os custos das empresas. Isso porque as muitas visitas de representantes comerciais, por exemplo, deixam de ser necessárias.
 

Logo, se reduz os custos com combustível, hospedagem e outras variáveis. No entanto, como vimos, a figura do vendedor externo não deixará de existir.
 

4. Expansão territorial

Com um e-commerce B2B, é possível expandir os seus atendimentos territorialmente. Caso você tenha um bom preparo logístico, poderá atender clientes em outras cidades e estados, por exemplo.
 

Dessa maneira, o seu atendimento não fica limitado à sua cidade ou região. Você poderá expandir os negócios e fazer com que a sua empresa cresça. 
 

3 desafios de apostar no e-commerce com um canal de vendas

Quando uma empresa B2B aposta no e-commerce, alguns desafios também precisam ser enfrentados. Veja, a seguir, quais são os principais deles!
 

1. Rivalidade entre e-commerce e vendedor externo

Um dos principais desafios que as empresas B2B enfrentam quando começar a atender online é a rivalidade entre o e-commerce e o vendedor externo.
 

Isso porque os vendedores tendem a pensar que as vendas online são uma ameaça para os seus empregos e podem tentar boicotar as estratégias.
 

Para reverter essa situação, é necessário promover uma mudança cultural. Ou seja, deve-se conscientizar os representantes comerciais de que eles não vão perder os seus trabalhos, apenas terão algumas de suas funções modificadas.
 

2. Capacidade logística

A capacidade logística também é um desafio para as empresas com um canal de vendas online. Isso porque o site ficará visível para qualquer pessoa que o acessar, em qualquer lugar do planeta.
 

Por conta disso, se você pretende atender todo o território nacional, por exemplo, precisa se preparar para isso. Nesse sentido, devem ser feitos planejamentos de logística para suprir a demanda.
 

Caso você não tenha a pretensão de atender todo o Brasil, deve deixar isso bem claro no site, destacando quais são as suas regiões de atendimento.
 

3. Usabilidade do site

Ao investir em um canal de vendas online para B2B, não adianta apenas ter um site. Também é necessário apostar na usabilidade da página.
 

De nada adianta ter um site se ele não for fácil de usar, para que os compradores das empresas consigam escolher o que eles precisam.
 

Por isso, vale a pena investir no desenvolvimento de páginas eficientes e com um design adequado.
 

4 estratégias para aliar vendedor externo e canal de vendas online

Tendo em vista que o crescimento do canal de vendas online para B2B é uma realidade, você precisa investir em meios para que consiga aliar vendedor externo e e-commerce no seu negócio.
 

Para ajudá-lo nesse momento, listamos uma série de estratégias que podem ser colocadas em prática na sua empresa.
 

1. Defina como será o trabalho do vendedor externo na empresa

O vendedor externo é o profissional responsável por realizar atendimentos e negociações com os clientes externos. Também é dele a responsabilidade de fazer propostas comerciais e abrir novas oportunidades, além de prospectar novos clientes para a companhia.
 

Porém, a forma como esse trabalho era realizado, geralmente com muitas viagens e visitas in loco, agora, está mudando.
 

Como grande parte das interações é feita online, os encontros presenciais serão cada vez mais limitados, como em situações em que são realizadas visitas para demonstrar as formas de uso dos produtos.
 

2. Invista em qualificação da equipe

Por conta da nova realidade em que o mercado está inserido, é comum que muitos vendedores tradicionais não tenham total domínio sobre as suas novas ferramentas de trabalho.
 

Nesse sentido, cabe à empresa realizar treinamentos e cursos para qualificar a equipe e melhorar o desempenho de todos. Somente assim será possível aliar vendedor externo e canal de vendas online.
 

3. Promova mudanças na cultura da empresa

A cultura organizacional é o conjunto de regras, valores e conceitos nos quais a empresa acredita e valoriza. Para realizar a mudança para o digital, é fundamental que isso seja modificado
 

As empresas precisam voltar a sua cultura para o digital e motivar todos os seus colaboradores a usarem as novas tecnologias para melhorar os seus trabalhos.
 

Na prática, as organizações tendem a ser cada vez mais estratégicas e menos operacionais. Isso porque as atividades burocráticas estão ficando cada vez mais sob a responsabilidade de sistemas de automação e inteligência artificial.  
 

De tal maneira, os vendedores precisam ser estratégicos em suas funções. Essa nova realidade deve ser inserida na cultura das organizações.
 

4. Invista em ferramentas de qualidade

Para que seja possível aliar vendedor externo e canais de vendas online, é preciso que a sua empresa invista em ferramentas para isso.
 

Entre elas, se destaca o Venda+, o novo aplicativo da LifeApps, uma empresa do Grupo Máxima. O app veio para revolucionar as vendas online e físicas das organizações, unificando os canais.
 

O aplicativo Venda+ está disponível para os sistemas operacionais Android e IOS, e é totalmente dedicado para o trabalho dos vendedores externos.
 

A nova solução funciona como um canal de conexão entre o RCA, a empresa e o cliente. Por meio desse novo recurso de comunicação, o vendedor externo ganha muito mais mobilidade, independência e vendas, que não ocorrem mais de forma presencial, necessariamente.
 

Inédita no mercado, a Venda+ é a única ferramenta que tem a competência de unir as vendas físicas e online, fazendo com que elas andem juntas e não sejam rivais.
 

Com esse app, o vendedor externo pode ampliar as suas rotas e áreas de cobertura, sem que seja necessário mudar o seu trajeto habitual ou aumentar os seus custos operacionais. Isso acontece porque os trabalhos podem ser feitos de forma remota.
 

Em tempos de pandemia, em que o distanciamento social ainda é recomendado, o Venda+ também pode ser visto como uma alternativa para manter a boa saúde dos vendedores e clientes da empresa.
 

A segurança acontece porque o vendedor pode negociar com os clientes, sem que necessariamente precise se consultar fisicamente com eles.
 

Agora você já sabe como aliar o vendedor externo com o seu canal de vendas online. Por isso, não deixe de colocar todas essas estratégias em prática para conseguir mais resultados positivos para o seu negócio.
 

Conhecer mais sobre a ferramenta Venda+, que é fundamental para esse processo, e até a próxima!