Nos últimos tempos, muito se fala sobre o uso de robôs e chatbots. Essas tecnologias são bem interessantes, mas não substituem o atendimento humanizado na experiência do cliente.

É claro que as ferramentas de automação não só podem como devem ser utilizadas. No entanto, os gestores de e-commerce devem saber quais são os momentos em que é necessário prestar um atendimento feito por pessoas.
 

O atendimento humanizado é uma estratégia importante para fidelizar clientes e conquistar mais resultados positivos para os negócios digitais. Afinal, ele faz com que os consumidores tenham uma jornada de compra muito mais eficiente.
 

Quer saber mais sobre o atendimento humanizado como parte da experiência de vendas no e-commerce? Então, siga a leitura e confira mais informações sobre as estratégias que podem ser desenvolvidas no seu negócio.
 

Atendimento humanizado: entenda esse conceito

O atendimento humanizado pode ser definido como a união do comportamento ético, conhecimento técnico e disponibilidade para tratar com os clientes.
 

Em suma, nesse tipo de atendimento, é necessário entender as necessidades do cliente, bem como contar com suas opiniões. 
 

Esse é um dos pontos-chave de um trabalho que faz com que as pessoas se sintam mais participativas nos processos de compra ou pós-vendas, e é um caminho natural para a fidelização.
 

O atendimento humanizado também leva em consideração os gostos e a personalidade de cada cliente. Dessa maneira, podem ser oferecidos recursos muito mais eficientes.
 

Imagine, por exemplo, uma pessoa que todo dia vai até um barzinho perto da sua casa para tomar um copo de café e comer um pastel. Como faz sempre esse pedido e o atendente do estabelecimento já conhece o cliente, chega um momento em que o consumidor já nem precisa fazer o pedido.
 

Ao vê-lo chegando, o atendente já vai colocando o pastel para aquecer no microondas e enchendo o copo de café. Quando o cliente chega no balcão, o pedido dele já está ali, sem que seja preciso pedir algo.
 

Esse é um exemplo de atendimento humanizado com foco na fidelização, uma vez que as necessidades do cliente são antecipadas.
 

Trazendo essa realidade para o seu negócio online, é preciso apostar em ferramentas de atendimento eficientes, para que o cliente do e-commerce também possa ser atendido de forma humanizada.
 

É preciso entender o que seu cliente deseja, saber ouvi-lo e prestar um atendimento rápido e eficiente. Dessa forma, quem compra do seu e-commerce se sentirá mais valorizado e as suas estratégias de marketing poderão ser ainda mais eficazes.
 

Atendimento hibrido: solução interessante para os negócios online

O atendimento humanizado é uma necessidade para os e-commerces. No entanto, a tecnologia também pode ser utilizada. A ideia mais promissora é usar recursos híbridos, que mesclem as interações dos robôs com os humanos.
 

Com o atendimento híbrido, algumas etapas das interações com os clientes são automatizadas, enquanto outras não.
 

Imagine, por exemplo, que um cliente queira saber mais informações sobre a entrega de um produto que ele comprou em uma loja virtual. 
 

Ao fazer esse questionamento pelo chat do próprio e-commerce ou em aplicativos como o WhatsApp, um robô pode iniciar o atendimento, enviando links de rastreio dos Correios ou da transportadora contratada, por exemplo. 
 

No entanto, se as perguntas do cliente forem além e ele fizer questionamentos mais específicos, que o robô não pode responder, uma intervenção humana deve ser realizada.
 

Nesse caso, o cliente deixa de ser atendido pelo robô e passa a conversar com o atendente, que deve seguir todas as diretrizes da humanização para conquistar o consumidor e fazer com que ele se sinta satisfeito com a empresa.
 

Ao adotar o atendimento híbrido, se ganha muito mais agilidade, sem perder a humanização. Isso porque os robôs fazem o trabalho inicial para atender os clientes e, muitas vezes, conseguem resolver todas as questões necessárias.
 

No entanto, quando o atendimento caminhar para algo mais profundo, a intervenção humana é necessária. Por esse motivo, investir em uma forma híbrida para atender os clientes, mesclando as interações com robôs e humanos, é a melhor estratégia que pode ser adotada.
 

6 ferramentas de atendimento online para e-commerces

Agora que você já sabe mais sobre a importância do atendimento online para e-commerce, vamos apresentar algumas ferramentas que podem ser implementadas na sua loja virtual. 
 

1. Olark

A Olark é uma ferramenta com muitos recursos de personalização, tais como a personalização das cores e o logotipo.
 

Ela também conta com a integração de softwares, como o Google Analytics. Isso é muito interessante, tendo em vista que os dados gerados podem ser utilizados em ações de marketing com os clientes.
 

Lembre-se, no entanto, que para coletar qualquer tipo de informação de terceiros, é preciso agir de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).
 

2. Octadesk

Com o Octadesk, você vai gerenciar todas as suas conversas com clientes em um só lugar. Além disso, a ferramenta possibilita a criação de chamadas para o help desk, a partir de conversas no chat.
 

Ainda, é possível permitir a centralização de múltiplos canais em um só fornecedor. Isso é importante para que o atendimento seja multiplataforma.
 

Se uma pessoa procura atendimento para o seu e-commerce via WhatsApp e depois pelo Facebook Messenger, por exemplo, os registros ficarão no mesmo local. 
 

Logo, é possível dar continuidade do atendimento, o que também é um fator necessário para a humanização.
 

3. Smartsupp

Com versões gratuitas e pagas, o Smartsupp também é um recurso interessante para o atendimento humanizado em um e-commerce.
 

Com o Smartsupp, é possível fazer o atendimento por dispositivos móveis, bem como pode ser realizada a personalização e a integração com Google Analytics.
 

Entre outros recursos, também é possível fazer a gravação da tela, o que é útil em situações específicas.
 

4. Jivochat

O Jivochat é uma ferramenta que pode melhorar bastante o atendimento ao seu site. Por meio desse recurso, é possível fazer um atendimento por texto e voz.
 

Além disso, também há a possibilidade de analisar relatórios de performance e a instalação em aplicativos. 
 

O recurso é pago, mas há a possibilidade de se realizar um teste gratuito por tempo limitado.
 

5. Zendesk

O Zendesk é um recurso com funcionalidades das mais interessantes, como os formulários pré-chat, que facilitam a inserção de novos contatos nas bases de e-mails e convites proativos.
 

Isso quer dizer que o chat manda mensagens, ou seja, “puxa assunto”, com os visitantes da página.
 

Ao usar o Zendesk, você também encontra vários relatórios para antecipar as necessidades dos clientes, o que é essencial para que a satisfação dos consumidores seja aumentada.
 

6. Venda +

O Venda+ é um aplicativo ideal para e-commerces que trabalham na modalidade B2B. Trata-se de uma ferramenta para que o representante comercial também atue nas vendas da loja virtual.
 

Essa aplicação permite uma integração entre os canais de venda online e externo, estabelecendo uma experiência omnichannel no relacionamento do vendedor com o cliente.
 

Entre outras vantagens, o Venda+ proporciona:

  • maior positivação do vendedor externo (RCA) com vendas não-presenciais;

  • atendimento mais próximo a clientes menores e de difícil acesso;

  • canal de relacionamento e negociação entre RCA e cliente;

  • acesso direto ao carrinho de compras do cliente no e-commerce.
     

Tudo isso faz com que o atendimento humanizado ocorra também para quem realiza as vendas no formato B2B, ou seja, de empresa para empresa.
 

Os vendedores externos usam a sua expertise e conhecimento em vendas para prestar um atendimento de muita qualidade. 
 

Ao mesmo passo, a inteligência artificial ajuda a exibir campanhas segmentadas, com interações em tempo real por meio do chat, no exato momento da compra.
 

Com o Venda+, as vendas online e física caminham juntas, sempre de forma bastante humanizada.
 

4 principais benefícios do atendimento humanizado na experiência do cliente

Já ficou claro que o atendimento humanizado é importante nas experiências de vendas do e-commerce, não é mesmo?
 

Agora, apresentaremos mais vantagens que esse tipo de atendimento proporciona na experiência do cliente. Observe!
 

1. Experiência do usuário (UX)

Garantir que os clientes sejam ouvidos e recebam um atendimento adequado é essencial para que um e-commerce tenha sucesso.
 

Ao praticar o atendimento humanizado, você entenderá a real necessidade de cada cliente, promovendo um serviço mais personalizado e único.
 

O aprimoramento da experiência do usuário, também conhecida pelo termo em inglês User Experience (UX), está diretamente ligada à fidelização e lealdade dos consumidores. O atendimento humanizado proporciona isso.
 

2. Prática do omnichannel

Os clientes só estarão totalmente satisfeitos se receberem um atendimento que realmente é efetivo, ou seja, rápido e eficiente. É isso que pregam as técnicas do omnichannel, em que há continuidade nas conversas, independentemente do canal escolhido.
 

Com o omnichannel, o usuário escolhe o canal de interação de sua preferência e recebe um atendimento humanizado em qualquer um deles.
 

3. Personalização do atendimento

Com a adoção do atendimento humanizado, você conhecerá melhor o seu cliente, saberá quais os tipos de produto que ele mais gosta, a forma de abordagem etc.
 

Tudo isso garante que ocorra uma personalização no negócio, o que pode ser considerado um grande diferencial competitivo.
 

É o caso do exemplo do bar que citamos anteriormente. O cliente prefere ir ao estabelecimento que ele já confia, cujos atendentes já o conhecem e sabem o seu gosto, antecipando as suas necessidades.
 

O mesmo acontece no e-commerce. A personalização leva à fidelização, algo que é essencial para que se possa apresentar um maior crescimento no mercado.
 

4. Melhor performance do negócio

Entender melhor o comportamento do cliente possibilita uma melhor experiência para o consumidor e também agiliza a realização das tarefas e o aproveitamento dos dados e relatórios, de forma muito mais organizada e objetiva.
 

Isso tudo resulta em melhores performances para o seu negócio, que poderá reduzir custos e distribuir melhor os recursos. Além de vender mais, portanto, você também gastará menos. Essa é uma excelente notícia, concorda?
 

O atendimento humanizado é a bola da vez no mundo dos negócios. É por isso que você não pode deixar de investir nesse tipo de estratégia para o seu e-commerce.
 

Outra ação bem importante para as lojas virtuais são os cupons de descontos e cashbacks. Publicamos um artigo que explica como essa estratégia gera mais vendas e a fidelização de clientes. Leia agora mesmo!

Se você já tem um e-commerce, provavelmente enfrenta um problema comum nesse segmento: a falta de vendas regulares para o mesmo cliente. Esse tipo de situação pode ser contornado com estratégias envolvendo cupons de desconto e cashback.

Independentemente do tipo de produto que você venda, essas boas práticas são importantes para que os seus clientes sejam fidelizados. Dessa maneira, é possível ter mais vendas recorrentes e uma lucratividade maior no seu negócio.
 

Neste artigo, saiba mais sobre como o uso de cupons de descontos e cashback pode ser usado para proporcionar o aumento das vendas e a fidelização de clientes em um e-commerce. Acompanhe.
 

A importância da fidelização de clientes em um e-commerce

Conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual. Essa frase é de Philip Kotler, considerado por muitos como o pai do marketing.
 

Para conquistar a fidelização dos clientes, a primeira coisa que deve ser avaliada é como está a sua relação com quem compra de você. Uma forma simples para mensurar isso é acompanhar as métricas que mostram a porcentagem de consumidores que fizeram uma segunda compra em seu estabelecimento.
 

Caso note que uma porcentagem grande de clientes que compraram de você e nunca mais voltaram, pode ser que eles tenham ficado insatisfeitos com o produto ou serviço que adquiriram. Também, existe a possibilidade de você ter ficado devendo no relacionamento.
 

Práticas como o e-mail marketing são essenciais para manter um programa de relações públicas e uma estratégia de fidelização com os seus clientes. Após a compra ser realizada, por exemplo, podem ser enviadas mensagens pedindo a opinião sobre o atendimento, entre outras questões.
 

Em suma, para fidelizar clientes é preciso ser estratégico e, dessa forma, conquistar mais visão e controle sobre as vendas
 

Além disso, para as empresas que trabalham no esquema B2B, é essencial saber como aliar os vendedores externos ao canal de vendas online.
 

As estratégias com cupons de desconto e cashback

Quem não gosta de ganhar um desconto? Fazer economia é algo considerado positivo por todo mundo, principalmente em épocas de crise financeira, como a que estamos passando atualmente.
 

Além disso, essas ações podem ser essenciais para vender mais, principalmente em épocas como a atual, em que o e-commerce está tão em alta.
 

As compras realizadas no e-commerce cresceram consideravelmente no último ano, muito por conta da pandemia da Covid-19, que fez com que as medidas de isolamento social fossem implementadas por governos municipais e estaduais.
 

De acordo com uma reportagem publicada no portal Money Times, os cupons de desconto e cashback movimentaram mais de R$ 1,5 bilhão no primeiro semestre de 2020. O número é bastante animador, e você deve levar isso em consideração para fidelizar clientes no seu e-commerce.
 

As estratégias com cupom de descontos são as mais diversas. Entre elas se destaca a criação de kits de produtos. Ou seja, o cliente ganha um desconto se comprar mais de uma unidade de determinado item. É o famoso “Pague 2 e leve 3”.
 

Além disso, outra estratégia que vem sendo muito utilizada pelos e-commerces é o cashback.
 

Entenda de uma vez por todas o que é cashback

Cashback é um termo em inglês que, se traduzido para o nosso idioma, significa literalmente “dinheiro de volta”. Ou seja, quando o consumidor faz uma compra, parte do investimento retorna para ele.
 

De tal maneira, o cashback pode ser considerado um cupom de desconto, tendo em vista que o cliente poderá usar esse valor para comprar novamente do seu e-commerce no futuro.
 

Geralmente, a quantidade de dinheiro que volta para o cliente varia e, normalmente, é calculada a partir de uma porcentagem.
 

O cashback pode funcionar de duas maneiras diferentes. Na primeira delas, o valor pode ser resgatado diretamente para a conta corrente do banco à escolha do usuário, e precisa ter um valor mínimo para o saque. Assim, ele poderá fazer uma nova compra com dinheiro de volta.
 

A outra forma funciona como um desconto em compras futuras no site. Ou seja, o cliente gastou X reais e pode resgatar Y quando voltar a comprar de você. Essa maneira é mais interessante para reter clientes, tendo em vista que ele terá que fazer a compra no seu e-commerce para resgatar o valor. Haverá créditos em novas compras!
 

Existem alguns bancos e plataformas de cashback que fazem a função de intermediário, investindo em aplicativos que os e-commerces podem cadastrar, por exemplo.
 

6 vantagens do cashback e dos cupons de desconto para e-commerces

Para os e-commerces, investir nessas ações pode ser bastante vantajoso. Veja, a seguir!
 

1. Aumento da visibilidade

Os programas de cashback fazem com que as empresas tenham um ganho de visibilidade enorme, tendo em vista que as pessoas valorizam esse tipo de ação, que faz com que elas economizem dinheiro.
 

Com o cashback, a marca passa a ser reconhecida aos olhos do consumidor, e isso faz com que os clientes não apenas sejam fidelizados, mas também se tornem promotores do seu e-commerce.
 

Isso porque eles poderão indicar o seu negócio para amigos, familiares, colegas de trabalho etc. Também podem deixar avaliações em suas redes sociais, incentivando outras pessoas a comprarem de você.
 

2. Atrair novos clientes

Além de fidelizar, uma campanha de cashback também contribui para a atração de novos clientes. 
 

Afinal, se um produto custar o mesmo preço na sua loja virtual e na concorrente, mas você oferecer o cashback, obviamente ele escolherá comprar no seu e-commerce.
 

Atrair novos clientes será muito mais prático para a sua empresa. Por isso, não deixe de fazer esse investimento.
 

3. Aumento do ticket médio

Quando você oferece cupons de desconto e cashback no seu e-commerce, também proporciona o aumento do ticket médio do negócio.
 

Isso pode ser conquistado de forma estratégica! Você pode impor que o cliente só pode ganhar o desconto se comprar acima do valor X, por exemplo.
 

De tal maneira, para obter o benefício, o consumidor comprará mais e o seu e-commerce verá o ticket médio subir de maneira exponencial. 
 

4. Aumento das vendas em períodos de baixo consumo

É bastante comum que as vendas online caiam em épocas sazonais, quando não está acontecendo um evento importante, como o Natal e a Black Friday, que impulsionam os consumidores a gastarem.
 

As estratégias de cupom de desconto e cashback atraem consumidores em todas as épocas do ano. Logo, elas são uma excelente iniciativa para reduzir o impacto sazonal nas taxas de conversão.
 

Afinal, com esse tipo de estratégia, o cliente consegue créditos para comprar online ou fazer a compra com dinheiro de volta.
 

5. Entendimento do perfil do cliente

No caso do cashback, para obter o benefício, o cliente precisa se cadastrar no programa de fidelidade. Ou seja, essas pessoas precisarão fornecer dados para serem recompensadas com os descontos ou o dinheiro de volta.
 

Com os dados, é possível que você conheça melhor os seus clientes e o comportamento de consumo deles. Dessa forma, a análise será realizada e, munido dessas informações, ações promocionais mais efetivas podem ser feitas.
 

Lembre-se apenas que, para coletar e usar dados de terceiros, deve ser seguida à risca a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).
 

6. Gestão da rede de afiliados

Muitos e-commerces têm aderido aos programas de gestão da rede de afiliados. Nesse caso, produtores de conteúdo usam seus canais para divulgar parcerias e ganhar comissões sobre as vendas.
 

Quando você trabalha com cupons de desconto e cashback, os afiliados podem usar isso como recurso de venda. Dessa forma, mais vendas serão realizadas pela sua rede de parceiros, que ajudará no crescimento do negócio.
 

Nesse caso, para acompanhar os resultados, você deve identificar a origem da compra, de modo que os cupons de desconto e cashback precisam ter códigos exclusivos para cada afiliado. 
 

A ideia desse rastreamento é poder mensurar qual dos afiliados está trazendo mais resultados para o seu e-commerce.
 

Em suma, os programas de cashback e cupons de desconto são uma peça importante para a fidelização de clientes nos dias de hoje. Por isso, convém que você se informe bem sobre o assunto e conheça mais sobre essa tendência. 
 

Confira o nosso artigo que apresenta ações de sustentabilidade, mostrando como o seu e-commerce pode ajudar na preservação do planeta. Essa é uma excelente leitura sobre o marketing verde e como isso gera mais vendas.

 

Um levantamento realizado pelo índice MCC-ENET, desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital, em parceria com o Neotrust, apurou que o e-commerce brasileiro cresceu 73,88% em 2020. Ou seja, o canal de vendas online está cada vez mais presente nas organizações.

Esse estudo mostra como o comércio eletrônico tem se tornado cada vez mais popular. É claro que esse crescimento foi impulsionado pela pandemia da Covid-19, que fez com que grande parte do comércio não-essencial tivesse os atendimentos presenciais suspensos.
 

Porém, de acordo com uma previsão feita pela Ebit|Nielsen, o e-commerce brasileiro deve continuar crescendo em 2021. Até o final deste ano, o aumento deve ser um pouco mais modesto que o de 2020, alcançando cerca de 26%. Mesmo assim, seguimos em uma crescente considerável.
 

Vale lembrar que o e-commerce não cresce apenas para o comércio B2C. As empresas B2B também estão vendo a necessidade de ter um canal de vendas online – é aí que se dá início a um conflito.
 

Muitas dessas empresas business to business, ou seja, que vendem para outras companhias, trabalhavam, até então, com representantes comerciais. Esses profissionais acabam vendo a migração para o online de forma negativa, uma vez que acreditam que o e-commerce vai ocupar o lugar deles e os seus empregos estão ameaçados.
 

Entretanto, isso não acontece! A tendência é que as empresas busquem meios para aliar vendedor externo e canal de vendas online, em estratégias sólidas para os negócios.
 

É sobre isso que falaremos neste artigo! Vamos explicar como aliar os vendedores externos ao canal de vendas online. Antes disso, no entanto, é importante que você conheça as vantagens e desafios de apostar no e-commerce para o comércio B2B. Acompanhe. 
 

4 vantagens do canal de vendas online para as empresas B2B

Para as empresas B2B, investir em um canal de vendas online pode ser bastante vantajoso. Veja, a seguir, alguns dos principais benefícios que podem ser obtidos.
 

1. Ampliação dos meios de pagamento

Ter um canal de vendas online faz com que os clientes tenham mais opções para fazer os pagamentos das compras.
 

Os valores podem ser pagos via boleto bancário, com cartões de crédito, por meio de links disponibilizados, transferências PIX etc.
 

2. Aumento da receita

Não existe empresa que não tenha o desejo de fazer com que os lucros cresçam, concorda? Por isso, para o comércio B2B, investir nos canais de venda online pode ser um meio de lucrar mais.
 

Afinal, se os seus produtos estão disponíveis na web, os clientes poderão acessar e fazer as compras na hora e no lugar em que eles estiverem. As fronteiras físicas são quebradas!
 

3. Redução de custos

Além de aumentar os lucros, o e-commerce B2B também reduz os custos das empresas. Isso porque as muitas visitas de representantes comerciais, por exemplo, deixam de ser necessárias.
 

Logo, se reduz os custos com combustível, hospedagem e outras variáveis. No entanto, como vimos, a figura do vendedor externo não deixará de existir.
 

4. Expansão territorial

Com um e-commerce B2B, é possível expandir os seus atendimentos territorialmente. Caso você tenha um bom preparo logístico, poderá atender clientes em outras cidades e estados, por exemplo.
 

Dessa maneira, o seu atendimento não fica limitado à sua cidade ou região. Você poderá expandir os negócios e fazer com que a sua empresa cresça. 
 

3 desafios de apostar no e-commerce com um canal de vendas

Quando uma empresa B2B aposta no e-commerce, alguns desafios também precisam ser enfrentados. Veja, a seguir, quais são os principais deles!
 

1. Rivalidade entre e-commerce e vendedor externo

Um dos principais desafios que as empresas B2B enfrentam quando começar a atender online é a rivalidade entre o e-commerce e o vendedor externo.
 

Isso porque os vendedores tendem a pensar que as vendas online são uma ameaça para os seus empregos e podem tentar boicotar as estratégias.
 

Para reverter essa situação, é necessário promover uma mudança cultural. Ou seja, deve-se conscientizar os representantes comerciais de que eles não vão perder os seus trabalhos, apenas terão algumas de suas funções modificadas.
 

2. Capacidade logística

A capacidade logística também é um desafio para as empresas com um canal de vendas online. Isso porque o site ficará visível para qualquer pessoa que o acessar, em qualquer lugar do planeta.
 

Por conta disso, se você pretende atender todo o território nacional, por exemplo, precisa se preparar para isso. Nesse sentido, devem ser feitos planejamentos de logística para suprir a demanda.
 

Caso você não tenha a pretensão de atender todo o Brasil, deve deixar isso bem claro no site, destacando quais são as suas regiões de atendimento.
 

3. Usabilidade do site

Ao investir em um canal de vendas online para B2B, não adianta apenas ter um site. Também é necessário apostar na usabilidade da página.
 

De nada adianta ter um site se ele não for fácil de usar, para que os compradores das empresas consigam escolher o que eles precisam.
 

Por isso, vale a pena investir no desenvolvimento de páginas eficientes e com um design adequado.
 

4 estratégias para aliar vendedor externo e canal de vendas online

Tendo em vista que o crescimento do canal de vendas online para B2B é uma realidade, você precisa investir em meios para que consiga aliar vendedor externo e e-commerce no seu negócio.
 

Para ajudá-lo nesse momento, listamos uma série de estratégias que podem ser colocadas em prática na sua empresa.
 

1. Defina como será o trabalho do vendedor externo na empresa

O vendedor externo é o profissional responsável por realizar atendimentos e negociações com os clientes externos. Também é dele a responsabilidade de fazer propostas comerciais e abrir novas oportunidades, além de prospectar novos clientes para a companhia.
 

Porém, a forma como esse trabalho era realizado, geralmente com muitas viagens e visitas in loco, agora, está mudando.
 

Como grande parte das interações é feita online, os encontros presenciais serão cada vez mais limitados, como em situações em que são realizadas visitas para demonstrar as formas de uso dos produtos.
 

2. Invista em qualificação da equipe

Por conta da nova realidade em que o mercado está inserido, é comum que muitos vendedores tradicionais não tenham total domínio sobre as suas novas ferramentas de trabalho.
 

Nesse sentido, cabe à empresa realizar treinamentos e cursos para qualificar a equipe e melhorar o desempenho de todos. Somente assim será possível aliar vendedor externo e canal de vendas online.
 

3. Promova mudanças na cultura da empresa

A cultura organizacional é o conjunto de regras, valores e conceitos nos quais a empresa acredita e valoriza. Para realizar a mudança para o digital, é fundamental que isso seja modificado
 

As empresas precisam voltar a sua cultura para o digital e motivar todos os seus colaboradores a usarem as novas tecnologias para melhorar os seus trabalhos.
 

Na prática, as organizações tendem a ser cada vez mais estratégicas e menos operacionais. Isso porque as atividades burocráticas estão ficando cada vez mais sob a responsabilidade de sistemas de automação e inteligência artificial.  
 

De tal maneira, os vendedores precisam ser estratégicos em suas funções. Essa nova realidade deve ser inserida na cultura das organizações.
 

4. Invista em ferramentas de qualidade

Para que seja possível aliar vendedor externo e canais de vendas online, é preciso que a sua empresa invista em ferramentas para isso.
 

Entre elas, se destaca o Venda+, o novo aplicativo da LifeApps, uma empresa do Grupo Máxima. O app veio para revolucionar as vendas online e físicas das organizações, unificando os canais.
 

O aplicativo Venda+ está disponível para os sistemas operacionais Android e IOS, e é totalmente dedicado para o trabalho dos vendedores externos.
 

A nova solução funciona como um canal de conexão entre o RCA, a empresa e o cliente. Por meio desse novo recurso de comunicação, o vendedor externo ganha muito mais mobilidade, independência e vendas, que não ocorrem mais de forma presencial, necessariamente.
 

Inédita no mercado, a Venda+ é a única ferramenta que tem a competência de unir as vendas físicas e online, fazendo com que elas andem juntas e não sejam rivais.
 

Com esse app, o vendedor externo pode ampliar as suas rotas e áreas de cobertura, sem que seja necessário mudar o seu trajeto habitual ou aumentar os seus custos operacionais. Isso acontece porque os trabalhos podem ser feitos de forma remota.
 

Em tempos de pandemia, em que o distanciamento social ainda é recomendado, o Venda+ também pode ser visto como uma alternativa para manter a boa saúde dos vendedores e clientes da empresa.
 

A segurança acontece porque o vendedor pode negociar com os clientes, sem que necessariamente precise se consultar fisicamente com eles.
 

Agora você já sabe como aliar o vendedor externo com o seu canal de vendas online. Por isso, não deixe de colocar todas essas estratégias em prática para conseguir mais resultados positivos para o seu negócio.
 

Conhecer mais sobre a ferramenta Venda+, que é fundamental para esse processo, e até a próxima!

Para os e-commerces, é importante ter uma noção de até onde vai o seu contato com o cliente, ou seja, é preciso ter um controle da jornada, desde a prospecção, até o pós-vendas. O WhatsApp Business é uma excelente ferramenta para ser utilizada em todas as etapas.

Vale lembrar que, nos últimos tempos, muito tem se falado sobre atendimento qualificado e omnichannel. Isso, no entanto,  não quer dizer que o seu negócio precisa estar disponível em todos os canais de vendas  possíveis.
 

A ideia de prestar um atendimento qualificado e omnichannel é fazer com que as conversas possam ser continuadas. Um contato por WhatsApp, por exemplo, pode ter continuidade por telefone ou e-mail, caso o cliente assim prefira, sem que isso interfira na qualidade.
 

Atualmente já existem plataformas que possibilitam a realização desse tipo de ação, com todos os chamados registrados. Isso facilita o suporte por WhatsApp e também em outros canais.
 

A seguir, vamos falar mais sobre o WhatsApp Business e traremos dicas práticas para você executar no seu e-commerce. Acompanhe!
 

Entenda o que é o WhatsApp Business

O WhatsApp Business é a versão do WhatsApp que foi criada para ser utilizada por empresas. Assim como acontece com o aplicativo padrão, para usuários comuns, ele é gratuito e está disponível para download nas lojas de apps.
 

Veja alguns detalhes que estão presentes no WhatsApp Business!
 

Perfil empresarial

Na versão Business do WhatsApp é possível criar um perfil empresarial, que pode ser preenchido com informações úteis para os clientes, como a descrição comercial, o e-mail, o endereço físico, o website etc.
 

Ferramentas de mensagens automáticas

O WhatsApp Business permite o envio de respostas rápidas para questões frequentes, tais como a forma como é feito o pagamento via PIX, os valores dos produtos do seu e-commerce etc.
 

Esse recurso também pode apresentar uma mensagem de saudação ou de ausência para o seu cliente, de acordo com o horário em que ele fizer contato pelo WhatsApp.
 

Estatística de mensagens

No WhatsApp Business, você poderá analisar métricas simples, como o número de mensagens que foram lidas. Assim, poderá entender o que está funcionando para o seu e-commerce.
 

WhatsApp Web

Seja para atender clientes finais ou empresas B2B, isso pode ser feito na tela do computador, por meio do site WhatsApp Web.
 

Dessa forma, é possível responder os clientes do seu e-commerce com mais facilidade, sem ter que estar com o celular na mão.
 

Tipo de conta

Os clientes do seu e-commerce saberão que estão se comunicando com uma empresa, uma vez que um selo de conta comercial é mostrado ao contato.
 

Com o passar do tempo, a sua empresa pode ser confirmada e verificada, recebendo um selo de verificação, que aparecerá ao lado do contato na agenda do seu celular.
 

Confira 5 dicas para usar o WhatsApp Business no seu negócio

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o WhatsApp Business, apresentaremos algumas dicas para que você possa colocar em prática no seu e-commerce e aproveitar o aplicativo ao máximo. Confira!
 

1. Crie o catálogo da sua loja virtual

O WhatsApp Business oferece um recurso de catálogo, que facilita ainda mais o processo de vendas no aplicativo. 
 

Tal recurso possibilita que as pessoas vejam os produtos disponíveis na loja, já acompanhados do valor.
 

De tal maneira, os seus contatos nem precisam sair do aplicativo para ver os itens que você têm para vender. Assim, os processos de compra se tornam muito mais práticos e simples.
 

Veja, a seguir, um passo a passo para criar o catálogo da sua loja virtual pelo WhatsApp Business:

  1. Acesse o menu “Configurações” e depois vá em “Configurações da Empresa”;

  2. Selecione a opção “Catálogo” e, em seguida, clique em “Adicionar produto ou serviço”;

  3. Aperte no ícone “+” e, na mesma tela, “Adicionar Imagens”;

  4. Selecione a opção “Nome do Produto ou Serviço” e escreva o nome do item que deseja adicionar;

  5. Selecione a opção “Preço R$” e coloque o valor do novo produto;

  6. Vá em “Salvar” para terminar o cadastro do produto ou serviço.
     

Pronto! Você colocou um produto no seu catálogo do WhatsApp Business. Agora, basta seguir os mesmos para todos os demais itens que pretende adicionar.
 

2. Priorize o bom atendimento para o seu e-commerce

De nada adianta você caprichar no seu perfil no WhatsApp Business e não dedicar um tempo especial ao atendimento. 
 

É imprescindível, por exemplo, que você tenha uma pessoa disponível para responder as mensagens, pelo menos no horário comercial.
 

Quem entra em contato com a empresa, por mensagens ou chamadas, deseja ter uma resposta rápida. Se isso não acontecer, o cliente buscará atendimento de qualidade na concorrência, o que certamente não é nada agradável para a sua empresa, não é mesmo?
 

O atendimento via WhatsApp deve ser tão cordial, prestativo e educado quanto o presencial.
 

3. Aproveite o recurso da lista de transmissão

A lista de transmissão é um recurso que foi criado para organizar e automatizar as estratégias de engajamento dos contatos no WhatsApp Business. Trata-se de uma excelente ferramenta para quem utiliza o app para atendimento no e-commerce.
 

Com a lista de transmissão, você poderá enviar uma mesma mensagem para vários contatos ao mesmo tempo, mantendo a sua produtividade sempre em alta.
 

Para divulgar promoções e eventos especiais na sua loja virtual, essa é uma ideia bem em alta e super produtiva.
 

É importante, no entanto, solicitar a permissão de cada um dos contatos para receber as mensagens dessa lista. Assim, você não incomoda nenhum deles.
 

4. Utilize tags para manter os contatos organizados

Também chamadas de “etiquetas”, as tags são uma interessante funcionalidade do WhatsApp Business. Elas servem para organizar os status de cada contato do seu e-commerce.
 

De tal maneira, é possível marcar as conversas para que elas fiquem listadas como importantes, por exemplo.
 

Além disso, você pode criar diferentes categorias para os clientes, como “Clientes novos”, “Clientes com pedidos em andamento”, “Pedidos finalizados”, entre tantos outros.
 

5. Cadastre as respostas automáticas

É bem importante que você cadastre as respostas automáticas corretamente no WhatsApp Business. Por meio desse recurso, você poderá agradecer os contatos pelas mensagens enviadas e dizer que eles terão uma resposta assim que a sua equipe estiver disponível.
 

Isso é muito importante para que ninguém fique sem respostas, independentemente do horário em que a mensagem for enviada. 
 

Se alguém enviar uma solicitação de madrugada, por exemplo, receberá a resposta automática e, no dia seguinte, sua equipe responde à solicitação que foi realizada.
 

Ainda sobre as respostas automáticas, outro recurso interessante é a opção de criar atalhos para enviar respostas rápidas. Nessa situação, você precisa apenas iniciar a digitação de um termo e a mensagem aparece, seja uma única letra ou caractere.
 

Depois que você criar e salvar um atalho, sempre que você fizer a digitação, a mensagem padrão aparecerá de forma automática.
 

Apesar de não ser uma solução nativa do WhatsApp Business, você também pode usar APIs de chatbot na plataforma. Dessa forma, uma inteligência artificial pode atender os clientes.
 

Pratica-se, dessa forma, o que chamamos de atendimento híbrido de chat. Dessa forma, os clientes podem ser atendidos por robôs em um estágio inicial. 
 

Caso a inteligência artificial não consiga atender as demandas dos clientes, os atendentes humanos fazem uma intervenção e assumem a conversa a partir de então. Isso dá agilidade ao atendimento e também otimiza o trabalho da equipe.
 

Ao seguir essas 5 dicas, as vendas e contatos por WhatsApp Business se tornarão uma realidade para o seu e-commerce. Por isso, esperamos que você tenha gostado do conteúdo e consiga colocar tudo em prática no seu negócio.
 

Ah, ainda é importante lembrar que já existem plugins do WhatsApp Business para sites. Dessa forma, você pode adicionar um botão com o ícone do aplicativo no seu site. Assim, ficará muito mais fácil para os usuários solicitarem atendimento por meio desse canal.
 

Sem dúvida, o WhatsApp Business é uma excelente oportunidade para e-commerces. Outro recurso que você deve aproveitar são as ações realizadas em datas comemorativas. Para conhecê-las, acesse o nosso artigo com o calendário 2021.