Dentro do ambiente corporativo de empresas de tecnologia existe sempre a discussão entre sistemas Android e IOS. Porém, recentemente surgiu um novo protagonista nessa história: os celulares Xiaomi.

A marca chinesa vem se destacando pelo crescimento por meio da produção de diversos aparelhos e conquistando novos fãs, principalmente pela capacidade do software e os preços acessíveis.

Para o uso corporativo, é comum que seja buscada uma boa relação de custo-benefício, certo? Os profissionais precisam conseguir utilizar tranquilamente todos os aplicativos e ferramentas necessários no dia a dia do trabalho – sem a necessidade de recursos de luxo.

Entretanto, essa é uma avaliação que requer atenção. Afinal, trocar os aparelhos de toda uma equipe envolve um alto custo financeiro. Quanto mais assertiva for a decisão, maior pode ser a economia e melhor pode ser o trabalho executado pelos profissionais.

Mas, afinal, será que os celulares Xiaomi são uma boa alternativa para a sua empresa? Ou você deveria confiar na força da marca da Apple? Neste artigo analisaremos melhor as suas opções. Confira.

Expansão dos celulares Xiaomi x marca da Apple

Os celulares Xiaomi estão cada vez mais populares entre o público. E essa tendência também começa a invadir as organizações brasileiras – que podem considerar esses aparelhos para os seus funcionários.

Porém, ainda existe um certo receio pelo fato de Xiaomi ainda ser uma marca recente no mercado. Por outro lado, existe todo o poder da Apple – que já está mais do que consolidada.

Ou seja, temos duas realidades completamente diferentes ao compararmos os celulares Xiaomi com os aparelhos da Apple.

Xiaomi e sua expansão global

Os celulares Xiaomi estão em processo de expansão global. E trata-se de uma expansão rápida e bem-sucedida.

Segundo dados da fabricante chinesa, o seu lucro líquido no quarto trimestre de 2018 mais que triplicou, alcançando 1,85 bilhão de iuans (275,59 milhões de dólares), com receita mais forte. Esses números superaram a estimativa média de 1,7 bilhões de iuans que havia sido feita por analistas.

Esses resultados mostram que a Xiaomi está resistindo muito bem à desaceleração do mercado chinês de smartphones, o maior do mundo, aumentando o foco em mercados como a Índia e a Europa.

Para compensar a desaceleração do mercado doméstico, a empresa cresceu agressivamente na Europa. Após lançar-se no continente no início de 2018, a empresa agora é a quarta maior fornecedora de telefones da região.

A tendência é que a presença dos celulares Xiaomi seja cada vez maior em uma escala global. Afinal, todo esse crescimento vem acontecendo porque o público está satisfeito com a qualidade dos aparelhos e a ótima relação de custo-benefício apresentada.

Apple e o poder de uma marca valiosa

Pelo sexto ano consecutivo, Apple e Google foram consideradas as marcas mais valiosas do mundo, segundo o Best Global Brands.

Para chegar a essa conclusão, o estudo analisou três características: performance financeira dos produtos e serviços sob a chancela da marca; papel da marca na decisão de compra do consumidor; força da marca para garantir um preço premium ou ganhos futuros para a empresa.

Em 2018, o valor da marca Apple cresceu 16% (US$ 214,48 bilhões). Trata-se de um grande indicativo de que a força da marca está cada vez maior.

Estamos falando de uma realidade bastante diferente dos celulares Xiaomi. Enquanto a marca chinesa está em processo de expansão pelo mundo, a Apple já está no mercado desde 1976 e é uma velha conhecida de qualquer profissional.

Se analisarmos esse fenômeno, é possível entender que a Apple consegue expressar seus valores e sua missão em cada nível de atuação: com os colaboradores, no atendimento ao cliente e na qualidade dos produtos.

É esse conjunto de fatores que contribui para a construção de uma marca tão forte. Além disso, ainda podem ser considerados alguns fatores de marketing que contribuem para o sucesso – como a simplicidade no design e a expectativa produzida antes de cada lançamento.

Principais fatores para considerar na sua avaliação

Agora que já entendemos todo o background que envolve as marcas Xiaomi e Apple, podemos fazer uma análise mais prática. Afinal, é dessa forma que você pode encontrar os melhores aparelhos para utilizar no seu negócio.

Para isso, vamos levantar os pontos positivos de cada sistema, fazendo um comparativo sobre as tecnologias para que você possa tomar a melhor decisão.

Inicie com um iPhone 11 ao lado de um Xiaomi MI 9. Em uma primeira análise, esses aparelhos parecem muito semelhantes. Eles oferecem configurações semelhantes, os mesmos aplicativos, nos mesmos tipos de grades, com abordagens semelhantes para notificações e configurações rápidas.

A grande diferença está no preço: o aparelho da Apple custa cerca do dobro do valor do celular da Xiaomi.

Então, será que a sua decisão já pode ser tomada com base nessas informações?

Na verdade, ainda existem muitos outros fatores que devem ser analisados com mais cuidados para fazer uma boa comparação entre celulares Xiaomi e Apple. Veja quais são eles:

Privacidade

Nos últimos anos, a Apple tem se empenhado em falar sobre as vantagens de privacidade do usuário que usa o iOS. Menos dados são enviados para a nuvem, mais dados são armazenados com segurança no seu dispositivo, e a Apple afirma não coletar dados sobre você sem autorização prévia, de acordo com a própria empresa.

Muitos dados enviados de volta à Apple, incluindo consultas de pesquisa e locais de mapas, são agregados e anonimizados, embora nem todos. Se você estiver usando aplicativos que necessitam dos seus dados, como o Find My iPhone, por exemplo, a Apple precisa saber quem você é e onde está o telefone para ajudar a encontrá-lo.

Por outro lado, a Xiaomi usa uma versão própria do Android – que é o sistema operacional do Google – e o Google gosta de coletar o máximo possível de informações pessoais para criar mais serviços personalizados.

Obviamente, a questão de quantos dados são coletados – dados que podem ser vinculados a você pessoalmente – é um pouco diferente da maneira como esses dados são usados. O Google alega que está usando todas as informações coletadas de maneira responsável e útil.

A Apple se posiciona como uma empresa que está menos interessada em coletar informações de seus usuários e exibir anúncios para eles, e mais interessada em defender a privacidade do usuário. Já o Google admite que coleta mais dados, mas promete ter cuidado com eles – então, em última análise, tudo se resume a quanto você confia nessas empresas gigantes de tecnologia e se você está mais confortável usando o iOS ou o Android no seu telefone.

Compatibilidade

A abordagem da Apple é bem conhecida: a integração e o suporte entre os aparelhos e aplicativos da própria Apple é impecável. Porém, você pode acabar enfrentando complicações se busca sair da bolha da Apple.

Por outro lado, os celulares Xiaomi dão mais liberdade para o usuário. A compatibilidade do Android é muito ampla. Grande parte dos recursos de um smartphone podem ser usufruídos com tranquilidade pelos usuários – com exceção daqueles que são exclusivos da Apple.

Segurança

As perspectivas de segurança para iOS e Android são muito favoráveis à Apple. Isso acontece por que existem mais malwares direcionado a dispositivos Android, que concede mais liberdade aos usuários – porém, essa liberdade também pode ser usada de forma negativa.

Os iPhones não são invulneráveis a tentativas de hackers, mas são muito mais seguros, e você não precisa se preocupar tanto com segurança. Isso significa que os aplicativos às vezes são restritos no que podem fazer, mas o benefício é que aplicativos mal-intencionados não conseguem controlar o dispositivo com tanta facilidade.

Compre de um fornecedor respeitável, atenha-se à Google Play Store, aplique algumas regras de senso comum entre os funcionários e você provavelmente ficará bem – mas é justo dizer que você precisa estar em alerta.

Aplicativos

Para o bem ou para o mal, os aplicativos Android ainda têm vantagem sobre os aplicativos iOS quando se trata de quão profundamente eles conseguem penetrar no sistema operacional móvel. Esse é o motivo pelo qual você não pode alterar seu aplicativo SMS padrão em um iPhone, gravar uma chamada no próprio telefone, abrir um link a partir de um e-mail em algo que não seja o Safari ou ter liberdade completa para personalizar o design da sua tela.

Acabamos de ressaltar que a Apple possui uma segurança reforçada, certo? E um dos motivos parar isso é o grande controle sobre todos os aplicativos que estão disponíveis para download. Certamente você possui opções muito mais amplas quando utiliza um celular Xiaomi equipado com o sistema Android.

Levando isso em consideração, pode ser uma ótima ideia avaliar quais são os aplicativos que você precisa instalar nos smartphones dos funcionários para que eles desempenhem seu trabalho (como as redes sociais, gestão de equipes, controle de vendas, calendário, etc) – verificando se todos estão disponíveis para Android e iOS.

Afinal, devo escolher celulares Xiaomi ou Apple?

Acabamos de fazer uma boa avaliação dos principais fatores que interferem na sua escolha entre celulares Xiaomi ou Apple. Porém, no fim das contas, sempre será necessário fazer uma análise mais específica dos aparelhos comparados.

Ou seja, de acordo com o orçamento da sua empresa, você pode fazer comparações entre aparelhos que estão na mesma faixa de preço ou que possuem os recursos que você necessita. É dessa forma que você pode decidir entre um iPhone 11, iPhone XS, iPhone 8 Plus, Xiaomi MI 9, Xiaomi MI 8, entre outras alternativas.

Nessa situação, considere os principais aspectos que variam entre um aparelho e outro:

  • Preço

  • Recursos

  • Desempenho

  • Bateria

  • Tela

  • Câmeras

Ao combinar os conhecimentos que você obteve sobre as marcas Xiaomi e Apple com as informações de cada um dos aparelhos, será possível tomar a decisão mais rentável para o seu negócio.

Além disso, não esqueça de considerar as particularidades do seu negócio. Algumas empresas trabalham com aplicativos pesados que requerem um aparelho com melhor desempenho. Outros negócios podem ter a necessidade de câmeras boas para que a equipe externa faça registros de qualidade. Já alguns modelos de empresa podem ter vendedores que passam o dia inteiro fazendo trabalho de campo e precisam de baterias que durem mais tempo.

Após identificar os recursos que são mais importantes, vem a questão financeira. Quanto menos você puder gastar para obter todos esses recursos, melhor!

Você gostou das informações sobre os celulares Xiaomi e Apple? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!