Diferenças entre plataformas Saas e Open Source

por 16/10/2019A LifeApps, Mercado

Entenda quais são as principais diferenças entre as plataformas SaaS e Open Source para criar o seu e-commerce.

Um empresário que decide abrir um e-commerce é confrontado com muitas decisões. Antes de se familiarizar com as opções de texto, imagens e cores, existe um dilema inicial: criar a loja de comércio eletrônico com uma plataforma Open Source ou SaaS?

Escolher uma plataforma de comércio eletrônico para o seu negócio online não é fácil. Com um número impressionante de plataformas para escolher, os comerciantes devem comparar arquitetura, funcionalidade, preço, flexibilidade e muito mais. Alguns comerciantes podem ter habilidades de desenvolvimento e codificação que podem utilizar, enquanto outros desejam uma plataforma pronta para uso com configuração mínima.

Embora existam muitas maneiras de comparar plataformas, este artigo se concentra em duas arquiteturas de software diferentes: Open Source ou Software como Serviço (SaaS). Esses dois tipos populares de plataforma colocam o software de comércio eletrônico em dois campos separados e determinam como você interage e financia sua plataforma.

Vamos ver como essas plataformas se diferenciam e qual pode ser mais adequada para seus negócios.

Plataformas SaaS ou Open Source?

Quando você começa a buscar uma plataforma para o seu e-commerce, você geralmente encontra os termos Open Source ou SaaS. E é fundamental conhecer suas diferenças antes de tomar uma decisão. A forma como o seu software de comércio eletrônico é criado determina a funcionalidade, as condições de pagamento e muito mais.

Para facilitar essa comparação, vamos compreender as características principais de cada uma das plataformas.

O que é uma plataforma SaaS?

Software como Serviço (SaaS) é um modelo de plataforma de e-commerce completamente desenvolvido e é disponibilizado com base em uma assinatura. A plataforma SaaS também pode ser chamado de software hospedado ou baseado na Web, pois não é comprado ou instalado em computadores individuais. Em vez disso, ele é hospedado na nuvem por terceiros.

Em outras palavras, as plataformas de comércio eletrônico SaaS são hospedadas e mantidas por seu provedor e depois licenciadas para uso pelos comerciantes. Os usuários acessam esses aplicativos por meio de navegadores da Web e pagam uma taxa de assinatura mensal com base no nível de serviço e no número de usuários.

A principal vantagem das plataformas de comércio eletrônico SaaS é que o software não é instalado no local ou mantido pelo próprio usuário. Em vez disso, seu provedor de comércio eletrônico cria, hospeda e mantém o software em seus próprios servidores. Dessa forma, torna-se mais simples criar e gerenciar uma loja virtual.

Prós e contras da plataforma SaaS

Prós: Um modelo SaaS tradicional oferece estabilidade e segurança. Muitos comerciantes são atraídos pela facilidade e confiabilidade do software SaaS, que normalmente requer muito menos desenvolvimento e manutenção do que as plataformas Open Source. Trata-se de uma opção pronta e muito prática.

Contras: Por ser uma solução pronta, o usuário tem menos liberdade para fazer alterações e pode enfrentar limitações se possuir um modelo de negócio muito diferente do usual. Entretanto, com uma boa plataforma SaaS essas são questões que podem ser contornadas.

O que é uma plataforma Open Source?

Uma plataforma Open Souce permite que seus usuários visualizem, alterem e distribuam seu código-fonte para seu próprio objetivo. Dessa maneira, o software de código aberto é desenvolvido de forma pública e colaborativa.

A principal vantagem de uma plataforma de comércio eletrônico Open Source é que os comerciantes têm acesso total ao código-fonte do software. Se houver uma funcionalidade que está faltando, você mesmo poderá criar. Também existem grandes comunidades de desenvolvimento construídas em torno da plataforma que você pode aproveitar. O software de código aberto é conhecido por sua capacidade de personalização e flexibilidade.

Prós e contras da plataforma Open Source

Prós: O software de código aberto oferece um potencial ilimitado para o desenvolvimento do e-commerce, permitindo que o empresário possa buscar implementar qualquer ideia.

Contras: Usar uma plataforma Open Source gera mais trabalho – pois é necessário personalizá-la e fazer modificações conforme surgem novas necessidades. Além disso, também é preciso lidar com vários relacionamentos: fornecedor do software Open Source, empresa de hospedagem, desenvolvimento do site, entre outros.

Principais pontos de comparação entre as plataformas

Agora que já conhecemos as principais características das plataformas Open Source e SaaS, podemos nos aprofundar nos principais pontos que devem pesar na sua comparação. Veja quais são eles:

Tempo necessário para começar

Ambas soluções requerem algum estudo, treinamento pessoal e adaptação. Todas as plataformas tomam o máximo cuidado para que seus usuários achem fácil aprender e implementar os recursos de suas soluções. Porém, por já estarem prontas para uso, as plataformas SaaS costumam facilitar o lançamento da loja virtual. Já as plataformas Open Source requerem um pouco mais de tempo para testes de tentativa e erro para obter tudo funcionando corretamente.

Manutenção do site

Gerenciar um e-commerce requer atenção constante para otimização do site, adição de novos recursos e correção de bugs. Com uma solução Saas, você pode contar com o suporte oferecido pelo suporte do serviço – solucionando todos os seus problemas com rapidez e eficiência e garantindo que o seu e-commerce esteja sempre no ar para atender os clientes.

Já as plataformas Open Source não possuem esse suporte do fornecedor. Elas são desenvolvidas, corrigidas e atualizadas por pessoas que estão apenas contribuindo – o que pode tornar essa experiência um pouco mais trabalhosa. Os usuários de código aberto são enormes na comunidade em comparação com o SaaS. Portanto, se você está preso a alguma coisa ou enfrenta algum problema, é preciso buscar o auxílio de pessoas na internet.

Personalização e controle

Uma plataforma SaaS facilita a personalização do seu e-commerce. Com uma interface intuitiva, você pode editar layout, cores, posições, visibilidade, para adicionar recursos. O objetivo é que você possa criar e gerenciar sua loja virtual com facilidade e criar uma boa experiência para o consumidor.

Já em uma plataforma Open Source você tem acesso total para alterar o código, adicionar recursos ou remover qualquer coisa. Porém, isso requer a contratação de um desenvolvedor ou então que você desenvolva essa habilidade. 

Segurança

Ao mesmo tempo em que as plataformas Open Source podem ser personalizadas conforme você desejar, um pequeno erro no seu desenvolvimento pode gerar problemas recorrentes e afetar o desempenho do site. Já uma plataforma SaaS é desenvolvida para que o seu site esteja sempre no ar e oferece um suporte para garantir toda a segurança necessária.

Como tomar uma decisão?

Afinal de contas, qual plataforma é mais indicada para você?

Agora que analisamos as áreas de preocupação ao escolher entre SaaS e Open Source, vamos ver qual será a mais adequada para seus negócios.

Recursos Técnicos

Se você é um desenvolvedor, tem uma equipe de desenvolvedores em sua equipe ou tem os recursos para contratar um, poderá ter sucesso com uma plataforma Open Source. Já se você não souber codificar e não tiver recursos para contratar uma equipe técnica, uma plataforma SaaS pode ser mais prática para você.

Custo

Uma plataforma Open Source costuma apresentar custos superiores. É necessário encarar os custos do fornecedor do software Open Source, agência de comércio eletrônico, empresa de hospedagem, gateway de pagamento, profissional para fazer o design, entre outros. 

Por outro lado, uma plataforma SaaS apresenta custos menores e previsíveis – afinal, você precisa pagar apenas um valor fixo mensalmente. Assim, você pode alocar os seus recursos em outras áreas do seu negócio – como marketing digital para atrair mais interessados.

Necessidades personalizadas

Um dos benefícios de uma plataforma Open Source é que elas são totalmente personalizáveis. Se sua empresa tem algum tipo de necessidade personalizada que uma plataforma SaaS não pode acomodar, será difícil solucionar esse problema. Porém, é possível contornar essa situação garantindo a contratação de uma plataforma que possui condições de atender todas as suas necessidades desde o início.

Por sua natureza, as plataformas SaaS são menos personalizáveis que as Open Source. Todas as lojas compartilham uma base de código unificada: é como uma plataforma SaaS pode fornecer atualizações a todos os clientes, hospedar todas as lojas na mesma infraestrutura e garantir que uma integração com terceiros funcione para todas as lojas.

Em resumo, a escolha entre SaaS e Open Source depende de você e dos requisitos da sua empresa. Enquanto as plataformas Open Source oferecem um maior poder de personalização, são as plataformas SaaS que tornam o processo de criação e gestão de uma loja virtual mais simples – facilitando a construção de lojas virtuais atrativas para o público.

Por isso, especialmente para empresários que desejam simplificar ao máximo o gerenciamento da sua loja virtual, uma plataformas SaaS é mais indicada. Dessa forma, você não precisa ter conhecimentos profundos de programação para construir um e-commerce de ótima qualidade para atender seus clientes com excelência.

LifeApps: uma opção SaaS do tamanho das suas necessidades

A LifeApps é uma plataforma SaaS que está em constante evolução para atender desde os projetos mais simples até os mais complexos. Com toda a possibilidade de personalização, você pode colocar em prática um projeto com a cara da sua marca para se diferenciar dos concorrentes.

Quer conhecer melhor todos os recursos da LifeApps? Então visite a nossa página.

Relacionados