Estoque da loja virtual: como gerir no e-commerce e marketplace

Gerenciar adequadamente o estoque da loja virtual é vital para o sucesso de e-commerce e marketplaces. Essa rotina tem um grande impacto dentro da organização – afetando custos internos, vendas, satisfação do cliente, entre outros aspectos.

 

As consequências das falhas no gerenciamento dos estoques podem afetar diretamente a lucratividade de uma organização. Enquanto o excesso de estoque pode gerar desperdícios e elevar os custos de armazenagem, a falta de produtos pode comprometer os resultados de vendas e causar a insatisfação do cliente.

 

Em uma loja virtual, a importância de gerenciar os estoques fica ainda mais evidente. Enquanto, em uma loja física, o cliente pode comprar somente os produtos que estão nas prateleiras, em um e-commerce pode ser feito o pagamento por um produto que não está em estoque quando os controles estão desatualizados.

 

Você busca as melhores formas de gerenciar o estoque da loja virtual? Veja como otimizar esse processo no e-commerce e marketplace.

 

A importância da gestão do estoque da loja virtual

 

A gestão de uma empresa envolve uma série de atividades diferentes, que dividem a atenção do empresário entre diversos setores, não é? Porém, é muito comum que exista um foco maior nas rotinas de marketing, vendas e atendimento ao cliente – que são aquelas atividades responsáveis por potencializar os resultados de vendas de uma empresa.

 

Entretanto, todas as atividades complementares também exercem um papel fundamental para os resultados conquistados. Reduzir custos e otimizar os processos na contabilidade pode ser responsável pelo aumento do lucro, da mesma forma que o crescimento do desempenho de vendas.

 

É necessário compreender que uma organização funciona como uma máquina que precisa de todas as suas peças encaixadas para funcionar. Entre essas peças está a gestão adequada dos estoques – que é determinante para o sucesso de um comércio. Veja os principais fatores que comprovam a importância da gestão do estoque da loja virtual:

 

  • Redução de custos. Saber os momentos exatos de fazer pedidos para o fornecedor e garantir que os estoques estejam sempre abastecidos na medida certa geram uma grande redução de custos para uma loja virtual.

 

  • Organização interna. Uma gestão de estoque que funciona corretamente contribui para a organização interna da empresa – permitindo que os funcionários saibam exatamente os processos que devem ser seguidos e gerando informações precisas.

 

  • Informações atualizadas. Uma gestão de estoque eficiente faz a atualização de todas as movimentações realizadas em tempo real, mantendo as informações sempre atualizadas.

 

  • Desempenho da logística. Com informações precisas e atualizadas, a logística da loja virtual também passa a ser mais eficiente – reduzindo o tempo para entrega dos produtos ao cliente.

 

  • Garantia de vendas fechadas. Você pode acabar com os problemas relacionados às vendas fechadas quando o produto está fora de estoque. Dessa forma, todas as vendas feitas para o cliente podem ser entregues com sucesso.

 

 

Principais tipos de estoque da loja virtual

 

Não existe um tipo de estoque ideal, mas há várias formas de gerenciar os estoques para suprir as necessidades da sua empresa. É importante conhecer as diferentes formas de lidar com o estoque da loja virtual para que você possa encontrar aquela que se adapta às estratégias do seu negócio.

 

Veja quais são os três principais tipos de estoque:

 

1. Estoque compartilhado

 

O estoque compartilhado é indicado para as empresas que operam a partir de uma loja física e outra virtual. Ele consiste em utilizar o mesmo espaço e os mesmos produtos para suprir as operações online e offline.

 

A vantagem desse tipo de estoque é a economia de recursos para fazer a gestão. Por outro lado, é necessário ter um sistema interno que funcione muito bem para garantir que as informações sejam atualizadas em tempo real, de forma a evitar vendas de produtos que não estão mais em estoque.

 

2. Estoque terceirizado

 

O estoque terceirizado fica em posse de terceiros até que seja feita a compra pelo cliente. Esse tipo de estoque pode ser colocado em prática de duas maneiras diferentes:

 

  • Drop shipping: a entrega fica sob responsabilidade do seu fornecedor. No momento em que um cliente faz a compra, o pedido é enviado ao fornecedor – que faz a entrega.

 

  • Cross docking: após o recebimento de um pedido de compra, o fornecedor faz a entrega do produto na sua loja – que fica responsável por repassar a mercadoria ao cliente.

 

3. Estoque descentralizado

 

O estoque descentralizado consiste em manter locais de armazenamento espalhados por diversas regiões. Trata-se de uma forma de reduzir custos com logística para as empresas que fazem entrega em uma ampla região – além de reduzir o custo do frete para o cliente.

 

Por outro lado, é preciso considerar o alto custo com locais para armazenagem e uma dificuldade em manter um controle de estoque eficiente, considerando as mercadorias que estão em cada um dos pontos.

 

6 passos para gerir o estoque da loja virtual

 

Além de escolher o tipo de estoque adequado para a sua loja virtual, existem outras práticas que podem ser adotadas para gerenciar o estoque da loja virtual de forma efetiva. Veja 6 passos para otimizar o controle dos estoques:

 

  1. Adote um sistema rígido de registro das movimentações. Vários dos problemas relacionados ao estoque podem ser facilmente contornados com um registro das movimentações feito em tempo real – garantindo que os dados consultados nos controles de estoque estejam sempre corretos. 

     

  2. Unifique o inventário. Para as empresas que atuam com um ponto físico e com loja virtual, é essencial unificar o inventário e registrar todos os produtos em um só controle. 

     

  3. Conheça os níveis ideais de estoque. Para garantir que não exista desperdício e nem falta de mercadorias em estoque, conheça os níveis ideais de estoque de cada um dos produtos – considerando uma margem de segurança. 

     

  4. Considere os prazos dos fornecedores. No momento de fazer um pedido ao fornecedor, não esqueça de considerar o tempo que as mercadorias demoram para chegar até a sua empresa. 

     

  5. Entregue as informações ao consumidor. Garanta que você anuncie somente o que está em estoque, evitando transtornos com os clientes. Para isso, é preciso ter registros atualizados integrados com os canais de venda. 

     

  6. Integre e-commerce e marketplace. Ao utilizar uma plataforma de e-commerce que possibilite a conexão com o marketplace, se torna mais fácil fazer o controle de estoque e entregar informações precisas ao consumidor – além de aumentar a eficiência dos processos internos.

 

Você gostou das dicas para gerir o estoque da loja virtual? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!