Você já utiliza grade de produtos para organizar seu e-commerce? Essa é uma ferramenta de grande valor para simplificar a organização da loja virtual e melhorar a experiência dos clientes.

Sabemos que proporcionar uma experiência de qualidade ao usuário é fundamental para gerar mais vendas, certo? Para colocar isso em prática, é preciso que existe uma boa organização sobre a arquitetura da informação – que serve como base para a criação de grade de produtos ou variações de produtos.
 

Na prática, a grade produtos é uma forma de organizar as variações de um mesmo produto, permitindo que o usuário do e-commerce alterne entre elas de forma mais prática. Em vez de possuir uma página diferente para cada tamanho ou cor de uma peça de roupa, é possível incluir um menu para que o usuário tome sua decisão sem precisar trocar de página.
 

Essa é uma prática contribui com a usabilidade e navegação dentro do e-commerce – tornando-se facilmente um ponto chave para o bom desempenho de uma loja virtual.
 

Quer entender melhor a importância de uma grade de produtos e descobrir como implementar isso no seu e-commerce? Confira ao longo deste artigo.
 

A importância da organização para o e-commerce

Você construiu uma loja virtual e tem uma incrível variedade de produtos listados on-line. No entanto, você não está alcançando os resultados de vendas esperados. Você tentou se promover nas mídias sociais e tem usado as práticas recomendadas de SEO para impulsionar sua loja nos mecanismos de pesquisa. E agora?
 

Em muitos casos, uma breve análise pode indicar que muitos visitantes entram no seu site, mas eles não ficam muito tempo e não compram nada. Nesses casos, o grande ponto é a organização do e-commerce e a usabilidade para o consumidor.
 

A maneira como você organiza um site de comércio eletrônico desempenha um papel importante na experiência do cliente e até na otimização do mecanismo de pesquisa. Quando um site é difícil de navegar e os clientes não encontram o que procuram, eles deixam o site e vão para outro lugar. Um site limpo e bem organizado com um layout intuitivo não apenas manterá os compradores em seu site, mas também converterá visitantes em clientes.
 

Os compradores de hoje sempre querem os produtos que veem à primeira vista, o que é uma de suas expectativas mais exigentes. No final, isso significa essencialmente que os varejistas têm que ajustar suas lojas online de forma a se adequarem às preferências e desejos de seus clientes existentes e potenciais, basicamente colocando o cliente no centro do palco.
 

Mais do que isso, é fundamental simplificar toda a experiência do usuário. Em vez de conduzir o consumidor por diversas páginas diferentes e vários formulários para concluir uma compra, o ideal é que ele resolva tudo em uma única tela.
 

Quando os produtos de uma loja virtual estão bem organizados e são implementadas as ferramentas à disposição dos lojistas, é possível tornar isso realidade. Dessa forma, toda experiência de compra se torna mais intuitiva.
 

Por que focar na usabilidade?

Quando falamos sobre utilizar uma grade de produtos para melhorar a organização, é impossível não falarmos sobre a usabilidade. Afinal, é exatamente isso que podemos obter: uma maior facilidade dos usuários para realizar uma compra.
 

Veja os principais motivos para investir na usabilidade do seu e-commerce:

  • Diminuição no tempo gasto pelo cliente. Um site não apenas deve atender constantemente às necessidades de todos os seus usuários, mas também deve dar-lhes a capacidade de realizar vários tipos de ações em apenas alguns segundos.

  • Aumento da concorrência. Graças ao aumento da concorrência, os gestores de comércio eletrônico estão sendo forçados a confiar em mais aspectos para diferenciar seus negócios, como preços ou suas linhas de produtos. Como forma de se destacar no mercado, muitos e-commerces se concentram em fornecer uma experiência de cliente que funcione para todos os tipos de clientes em diferentes estágios do ciclo de compra.

  • Rápida evolução da tecnologia. As maiores comodidades dos clientes de hoje em dia vêm da tecnologia. É possível fazer compras durante 24 horas por dia nos mais diversos dispositivos. Com a rápida evolução da tecnologia, as lojas virtuais devem estar sempre atentas para implementar requisitos de desempenho e novos elementos de design para acompanhar as tendências atuais.
     

Ouça o episódio #46 do MáximaCast: Boom de e-commerce – A revolução digital é agora

https://w.soundcloud.com/player/?url=https%3A//api.soundcloud.com/tracks/905566288&color=%23ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&show_teaser=true

Como a grade de produtos pode aumentar as vendas?

No fim das contas, uma loja virtual está interessada em aumentar seus resultados de vendas constantemente. Mas como uma grade de produtos pode contribuir com esse objetivo?
 

Melhoria da experiência do usuário

Naturalmente, a organização gera um bem-estar para os clientes. Quando você vai a uma loja de departamentos, é provável que você passe por prateleiras bem estruturadas, em vez de se arrastar pelo caos. Sua loja online não é diferente.
 

Já destacamos a longo deste artigo que a usabilidade é um fator diferencial para os e-commerces hoje em dia. E a grade de produtos contribui fortemente com isso.
 

Quer estejam procurando por um produto específico ou navegando em sua loja, os usuários querem ir de uma categoria mais ampla para uma categoria mais específica e, eventualmente, alcançar a página do produto ideal.
 

Neste momento, ele não deseja continuar navegando por outras páginas. A possibilidade de finalizar sua tomada de decisão de forma prática e intuitiva faz toda a diferença.
 

Em vez de continuar navegando pelo site para encontrar o mesmo produto em outras cores ou tamanhos, a grade de produtos permite que o cliente visualize todas suas opções em uma única tela.
 

Melhor classificação no local e pesquisa facetada

Cada visitante que chega à sua loja online é um navegador ou um pesquisador, ou seja, ou sabe exatamente o que deseja ou está apenas explorando e comparando opções. Portanto, ela irá explorar as categorias de produtos ou usar o recurso de pesquisa. Como resultado, a classificação e a pesquisa do produto são a chave para a experiência do usuário e, eventualmente, para a receita.
 

Imagine que um usuário pesquise por “camiseta básica”. Se ele se deparar com dezenas de páginas de produtos, ele pode desistir no meio da busca antes de achar o que procura. E é exatamente isso o que acontece em lojas que não usam uma grade de produtos, pois todas as cores e tamanhos de camisetas estão cadastradas como produtos diferentes.
 

Trata-se de uma experiência muito diferente de um usuário que se depara com apenas 10 opções de camisetas de marcas ou modelos diferentes. Ao entrar em cada uma dessas páginas de produtos, ele pode definir as cores e tamanhos desejados.
 

Relatórios e análises mais precisos

Quando você gerencia um e-commerce, seu objetivo é estar nisso por muito tempo. Portanto, é fundamental que você identifique o que funciona e o que não funciona. Por isso, você deseja analisar os produtos e categorias mais vendidos, mais populares e não vendidos.
 

Com divisões claras e grade de produtos, é mais fácil para você segmentar todo o catálogo e fazer análises mais precisas – sem ter que lidar com um grande volume de produtos iguais. Isso também o ajudará a determinar os produtos / categorias que você deve ter em uma seção de “destaque”.
 

Como criar grade de produtos no e-commerce?

Você ficou interessado em criar uma grade de produtos para a sua loja virtual?
 

Vamos conferir como você pode utilizar o recurso de grade de produtos na plataforma LifeApps e-commerce!
 

A LifeApps reconhece a importância de organizar as variações de um mesmo produto e permitir que o cliente do seu e-commerce alterne entre elas de forma mais prática. Mais do que isso, simplifica a configuração dessa funcionalidade para os gestores.
 

Veja um passo a passo para utilizar a grade de produtos:
 

1. Cadastro do produto

Cada variação precisa ser um produto diferente cadastrado em seu e-commerce. Ou seja, se você possui um supermercado com vendas online, cada suco de pêssego é um produto com cadastro, com código de barras e/ou código interno e preço independente – e assim para cada variação.
 

2. Link entre produtos

O link entre as variações é feito através das tags de produtos, onde uma ou mais tags é atribuída exclusivamente a cada produto. Vale ressaltar que cada variação precisa ter tag exclusiva para essa variação – sendo atribuída apenas a um único produto.
 

Quando houver apenas um tipo de variação, apenas uma única tag para cada produto. Já quando existir mais de um tipo de variação, deverão ser atribuídas combinações únicas de tags para cada produto.
 

Exemplo: vamos exemplificar o cadastro da grade de sabores e tamanhos de sucos. Neste cenário hipotético temos três sabores de suco: Pêssego, Maracujá e Caju. E temos também a variação de tamanho: 1 litro e 200 ml.
 

Produtos:

  • Suco néctar pêssego 1 lt

  • Suco néctar pêssego 200 ml

  • Suco néctar maracujá 1 lt

  • Suco néctar maracujá 200 ml

  • Suco néctar caju 1 lt

  • Suco néctar caju 200 ml
     

Para as variações destes produtos iremos cadastrar na plataforma as seguintes tags:

  • Pêssego

  • Maracujá

  • Caju

  • 1 litro

  • 200 ml
     

Acesse a tela de tags de produto selecione a aba tags e depois clique em Nova tag. No campo “Tag” informe o nome a ser exibido na loja e no campo “Nome interno” é interessante adicionar um nome para identificação interna, isso ajuda quando temos muitas tags com nomes similares ou iguais.
 

3. Criação de agrupadores

Depois de criar todas as tags de variações, na mesma tela selecione a aba Agrupador de tags e crie um agrupador para as variações. No nosso exemplo criaremos dois agrupadores: Sabor e Tamanho.
 

Clicando em novo agrupador, no campo “Nome do agrupador” informe o nome que ficará visível na grade de produto. No campo de “tags do agrupador” digite as primeiras palavras da tag e logo ela aparecerá abaixo para ser selecionada. Confira se o nome interno da tag é o mesmo que acabou de cadastrar. Depois de selecionar todas as tags marque a opção Detalhes de produto de deixe desmarcada a opção “Filtros de busca”.
 

No nosso exemplo de suco, teremos os seguintes agrupadores:

  • Tamanho – com as tags 1 litro e 200 ml

  • Sabor – com as tags Pêssego, Maracujá e Uva
     

Acessando o cadastro de produto selecione um produto da variação, e adicione a tag de variação, -lembrando que caso exista apenas um tipo de variação, uma tag exclusiva dessa variação será adicionada ao produto, caso tenha múltiplos tipos de variação serão múltiplas tags adicionadas ao produto.
 

4. Finalização da grade de produtos

Após ter feito os cadastros das tags, agrupadores e vinculado as tags ao produto, já podemos ver os efeitos ao acessar o produto. Busque por um produto que faz parte da variação, logo ao acessá-lo teremos as opções das variedades.
 

Seguindo o nosso exemplo, ao final do cadastro teremos o seguinte cenário:

  • Produto: Suco néctar pêssego 1 lt – Tags: Pêssego e 1 litro

  • Produto: Suco néctar pêssego 200 ml – Tags: Pêssego e 200 ml

  • Produto: Suco néctar maracujá 1 lt – Tags: Maracujá e 1 litro

  • Produto: Suco néctar maracujá 200 ml – Tags: Maracujá e 200 ml

  • Produto: Suco néctar caju 1 lt – Tags: Caju e 1 litro

  • Produto: Suco néctar caju 200 ml – Tags: Caju e 200 ml

 

Você já conhecia a importância da grade de produtos para seu e-commerce? Quer implementar essa funcionalidade com auxílio do LifeApps? Entre em contato com a nossa equipe!