O seu e-commerce já possui integração com ERP (Enterprise Resource Planning)? O uso correto dessa tecnologia pode ser um grande diferencial para o sucesso do seu negócio.

A evolução do comércio eletrônico transformou significativamente a maneira como uma empresa pode administrar seus negócios. O comércio online moderno é acelerado, evolui rapidamente e nunca deixa de surpreender.
 

Sua natureza virtual e modelo de custo enxuto podem tornar as operações relativamente fáceis. Porém, é preciso considerar que os concorrentes estão atuando nesta mesma situação. Por isso, os e-commerces que buscam prosperar no mercado sabem que precisam trabalhar para evoluir constantemente – agilizando processos, aumentando a eficiência no abastecimento, reduzindo custos e inventando em novas formas de atrair e reter clientes.
 

Atualmente, muitas das empresas já têm pelo menos parte de seus negócios operando online e, na última década, o Enterprise Resource Planning (ERP) se tornou um ingrediente essencial para isso. Ter um sistema integrado que fornece velocidade e consistência é, por si só, de grande valor, mas quando consideramos as vantagens do ERP intimamente integrado com o e-commerce, a solução geral oferece possibilidades alavancar o desempenho.
 

Neste artigo vamos entender melhor por que a integração com ERP é tão importante para o sucesso do e-commerce. Confira.
 

O que está por trás da integração com ERP?

Normalmente, as empresas negligenciam a necessidade de integrar o e-commerce ao ERP devido a custos ou interrupções nos negócios causadas pela necessidade de modificar os sistemas atuais. No entanto, quando você vê o efeito dessa integração em suas operações, bem como na experiência do cliente, os custos parecem valer a pena.
 

Ao promover a integração com ERP, o seu e-commerce pode funcionar com ainda mais eficiência. Os principais tipos de dados – como logística, pedidos, clientes e estoque – passam a funcionar de forma integrada.
 

Ou seja, esses dados passam a navegar entre os seus sistemas de forma automática, eliminando a necessidade de inserir dados de um sistema para outro manualmente.
 

Na prática, você pode garantir que políticas e campanhas de descontos ou promoções cadastradas sejam reconhecidas – tanto no e-commerce quanto no ERP. Dessa forma, as informações ficam atualizadas no seu site e também nos seus controles internos.
 

Outro ótimo exemplo da integração com ERP é a possibilidade fazer múltiplas tabelas de preço. Ou seja, se você possuir mais de uma loja, pode atribuir precificação diversa de acordo com a região e a filial do seu cliente final – permitindo uma maior negociação de preços e trabalhar com múltiplas precificações por cliente/região/filial.
 

Veja quais são as principais rotinas de integração com ERP que você pode ter no seu e-commerce:

  • Integração de pedidos

  • Integração de formas de pagamento

  • Integração de vendedores e RCAs

  • Integração de novos clientes

  • Integração de produtos e estoque

  • Integração de crédito e planos de pagamento

  • Integração de preço e tributação

  • Integração de promoções
     

Quais os problemas mais graves que uma integração com ERP incompleta pode causar?

A digitação manual dos pedidos de vendas no ERP é um processo doloroso e demorado. Isso envolve muitos aborrecimentos na atualização dos dados do produto no Excel e, em seguida, no upload para a loja da web. Se você depende da redução manual do estoque em seus sistemas ou não consegue fazer tudo, isso pode causar uma venda excessiva. Há muitas chances de cometer erros, pois esses processos não são automatizados. Alguns dos erros comuns incluem:
 

  • Endereços de envio errados

  • Níveis de estoque incorretos

  • Informações do produto ausentes, incompletas ou incorretas
     

Porém, também precisamos considerar os problemas causados por uma integração incompleta entre o e-commerce e ERP. Quando somente parte do fluxo de processos é automatizada, você obtém mais problemas do que contribuições.
 

Imagine que seja feita somente a integração entre o controle de estoque e o e-commerce. Nessa situação, uma venda realizada atualiza automaticamente os níveis de estoque no seu ERP. Porém, as informações financeiras ficam desatualizadas – causando uma grande confusão.
 

Além de aumentar a complexidade dos controles internos – que mesclam processos automático e manuais – toda essa confusão também pode afetar a imagem externa da empresa. Afinal, os consumidores podem se deparar com vários problemas no momento de realizar suas compras e receber as mercadorias corretamente.
 

Quais são os benefícios da integração com ERP?

Há uma série de benefícios que as empresas de comércio eletrônico podem obter com a implementação bem-sucedida de um sistema ERP. Como os e-commerces conduzem operações rapidamente e em alto volume, uma solução dedicada equipada com recursos de automação e conexões com informações financeiras pode ter benefícios extraordinários.
 

Aqui estão alguns dos pontos positivos que as empresas de comércio eletrônico podem obter com uma integração com ERP:
 

Consolidação de Vendas

Um dos principais benefícios da integração com ERP para e-commerces é a centralização das informações de vendas de diferentes áreas. A funcionalidade omnicanal é um aspecto fundamental para viabilizar as vendas em vários locais de forma simultânea.
 

Pode ser difícil manter as informações de vendas organizadas, especialmente quando se trata de várias plataformas distintas. É por isso que os ERPs consolidam as informações para tornar o desenvolvimento de insights mais eficiente. Afinal, um sistema automatizado se torna mais preciso com a inclusão de todos os pontos de dados relevantes.
 

Por exemplo, se a demanda de suas lojas físicas não for contabilizada na previsão das necessidades de material, você pode acabar com uma quantidade inadequada de produto que não atende a demanda do cliente, causando, portanto, a perda de receita potencial.
 

Produtividade aumentada

O sistema ERP é conhecido por sua capacidade de aumentar a produtividade operacional, conectando vários fluxos de trabalho e automatizando a troca de informações. Alguns programas ERP também podem automatizar funções como reconciliação bancária e envio de notificações de remessa.
 

Ao aumentar a produtividade, as empresas podem realizar mais operações no mesmo período e aumentar a produção. Você também pode otimizar fluxos de trabalho por meio de recursos de automação, o que pode levar a menos tempo perdido corrigindo erros humanos ou verificando documentos.
 

Geração de receita

As maneiras pelas quais a integração com ERP pode ajudar as empresas de comércio eletrônico a obter mais lucro variam de dinheiro real em caixa a benefícios de receita implícitos relacionados ao aumento de produtividade, automação, entre outros.
 

Um estudo da Nucleus Research descobriu que o valor médio dos benefícios que uma empresa recebe para cada dólar gasto em um sistema ERP é de $ 7,23. Portanto, uma integração com ERP bem-sucedida pode levar a benefícios de receita que superam em muito o custo inicial de implementação.
 

Melhor relacionamento com o cliente

Muitos sistemas ERP incluem a funcionalidade CRM pronta para uso ou como um módulo adicional. Com esses recursos, as empresas de comércio eletrônico podem manter uma base de dados central de informações do cliente, o que permite construir relacionamentos de valor com os clientes.
 

Alguns programas ERP também automatizam o processo de rastreamento de remessas e envio de notificações quando um produto chega ao destino pretendido. Ao simplificar esses processos, sua empresa pode criar uma impressão mais positiva na mente do cliente, levando a uma maior taxa de retenção de clientes.
 

Redução de custos de estoque

Todas as informações sobre vendas pela web aparecem no seu sistema ERP imediatamente. Com base nessas transações, o inventário de itens de ERP também será atualizado. Assim, com informações atualizadas sobre estoque e vendas, você tem condições de planejar os pedidos a fornecedores de forma adequada – reduzindo os custos de estoque.

 

Quais recursos de ERP são especialmente importantes para empresas de comércio eletrônico?

Os fornecedores de ERP oferecem uma variedade de recursos diferentes. No entanto, algumas funções são mais importantes para as empresas de comércio eletrônico terem em suas soluções ERP do que outras. Aqui estão alguns dos recursos que são especialmente benéficos quando se trata de integração com ERP:
 

CRM

O gerenciamento do relacionamento com o cliente é importante para qualquer negócio, mas para empresas de comércio eletrônico, pode ser a diferença entre os clientes que escolhem sua loja e uma das milhares de outras que operam online.
 

As ferramentas de CRM podem ajudá-lo a cultivar leads e fazer com que os usuários voltem ao seu site. A retenção de clientes é extremamente importante. Um estudo da Forrester descobriu que obter novos clientes custa cinco vezes mais do que manter os existentes. Um help desk online, anúncios personalizados e notificações de remessa eficientes são alguns dos fatores que fazem os clientes voltarem.
 

Considere a diferença entre usar a Amazon para comprar um lenço em comparação com um varejista independente que pode ter um lenço que você gosta mais, mas que não fornece informações de envio precisas. Nessa circunstância, muitos clientes escolheriam o lenço na Amazon devido ao cronograma de entrega dedicado e à reputação positiva da marca.
 

Além disso, o fácil acesso ao atendimento ao cliente é um benefício para muitos clientes. Tem que fazer uma devolução? Clicar em um botão para se conectar a um representante imediatamente é muito mais fácil do que passar por uma rede telefônica em busca de um funcionário real para falar. Pense em suas preferências como consumidor e trabalhe para atender a esses padrões em seu negócio para aumentar a retenção de clientes.
 

Finanças

Sem dados financeiros eficientes e em tempo real, suas soluções de software estão operando em um vácuo. É por isso que as ferramentas de gerenciamento financeiro e contábil são o componente central dos ERPs. Os dados financeiros são essenciais para centralizar os processos e desenvolver modelos de previsão eficientes para que você possa planejar os pedidos de material e antecipar os prazos de entrega. Você também pode usar informações financeiras para selecionar fornecedores com os quais trabalhar e acompanhar os clientes que devem um saldo.
 

Em última análise, o gerenciamento financeiro é um componente-chave das soluções ERP para qualquer empresa e, quanto mais estreitas forem as margens de lucro, maior será a probabilidade de você se beneficiar com isso. Se você já usa software de contabilidade para sua empresa de comércio eletrônico, deve considerar integrá-lo a uma funcionalidade de comércio eletrônico de ERP maior para que as informações sejam especializadas e as percepções sejam refletidas nos departamentos com mais facilidade.
 

Gestão de estoque

Um dos recursos mais essenciais das plataformas de comércio eletrônico ERP são os recursos de gerenciamento de estoque. Dois aspectos que separam as necessidades das empresas de comércio eletrônico daquelas das lojas físicas são o volume de vendas e o número de produtos disponíveis por meio de empresas online. Portanto, é mais fácil cometer erros devido ao alto volume em que as organizações de comércio eletrônico conduzem as operações.
 

Envio e distribuição

Para um e-commerce que busca sucesso no mercado, a eficiência na entrega das mercadorias é essencial. Por esse motivo, a integração com ERP deve incluir informações relacionadas ao processamento de pedidos e gerenciamento da logística.
 

Além disso, muitas empresas de comércio eletrônico participam do dropshipping, que é quando uma empresa vende um produto online e, em seguida, faz o pedido de um fornecedor terceirizado que envia o item ao cliente. Isso permite que as empresas de comércio eletrônico ofereçam uma variedade de itens sem exigir um grande estoque ou um amplo espaço de depósito.
 

Conheça a integração entre a plataforma LifeApps e o ERP WinThor:

 

Você conhecia a importância da integração com ERP para o sucesso do e-commerce? A sua empresa já utiliza os recursos dessa solução digital? Deixe o seu comentário.