O uso da inteligência artificial no e-commerce é cada vez maior para empresas de todos os nichos e tamanhos. Essa tecnologia ajuda as empresas a aprender mais sobre seus clientes, ajustar melhor as suas recomendações de produtos, otimizar a logística, aumentar a eficiência do marketing e muito mais.

É inegável que muitas empresas de comércio eletrônico estão investindo pesado em inteligência artificial (IA) para permanecer no topo e fornecer a melhor experiência aos seus clientes. Neste artigo, vamos compreender melhor como você pode usar a inteligência artificial no e-commerce para aproveitar esses benefícios!

O que é inteligência artificial?

Por definição, inteligência artificial é a capacidade de uma máquina realizar tarefas de forma “inteligente”, como aprendizado e tomada de decisão – da mesma forma que um ser humano faria.

Embora ainda relativamente nova, a inteligência artificial já teve um enorme impacto em um curto período de tempo em setores como finanças e saúde. E os benefícios da IA estão se espalhando para o comércio eletrônico.

É importante observar que a inteligência artificial por si só não é um produto, mas uma ferramenta poderosa para criar experiências melhores que atendam às necessidades dos clientes. Mesmo que pareça paradoxal para uma máquina, a maior força da inteligência artificial é que ela pode ajudar o e-commerce a criar uma experiência mais humana para o cliente, personalizando-a!

De fato, uma loja virtual gera volumes enormes de dados de dezenas de canais. Há dados demais para um ser humano saber onde procurar ou mesmo o que procurar. E é neste cenário que a tecnologia pode ajudá-lo.

-> Confira também: Porque você não deveria subestimar a experiência do usuário no e-commerce

Como a inteligência artificial no e-commerce está transformando o setor de compras?

De acordo com uma pesquisa da Accenture, a IA pode aumentar as taxas de lucratividade em uma média de 38% em 16 setores até 2035.

A IA beneficiará particularmente o setor de varejo por causa de seu impacto imediato em duas áreas fundamentais que têm um sério impacto no comércio eletrônico de varejo: criação de uma experiência de compra muito personalizada e permitir a tomada de decisões mais inteligentes.

A inteligência artificial no e-commerce também está ajudando as plataformas de comércio eletrônico a atender às necessidades e interesses dos usuários. Com plataformas de comércio eletrônico de código aberto disponíveis, é possível integrar facilmente ferramentas de inteligência artificial para marketing.

Qual a importância da inteligência artificial no e-commerce?

A IA é uma das tecnologias de ponta que estão revolucionando o setor de comércio eletrônico e por boas razões. A inteligência artificial no e-commerce tem um grande valor, pois ajuda as empresas a encontrar clientes em potencial, comunicar-se com eles usando chatbots, simplificar as vendas, configurar pesquisas on-line orientadas para o cliente e fazer muitas outras coisas com eficiência.

De acordo com uma pesquisa da Statista, 70% dos tomadores de decisão no setor de comércio eletrônico acreditam que a IA melhoraria seus negócios fornecendo personalização nos próximos anos e mais de 51% disseram que é algo em que estão trabalhando ativamente para impulsionar o crescimento dos negócios.

Uma pesquisa recente da McKinsey indica que todas as áreas do varejo podem se beneficiar do uso da IA. E as marcas online estão particularmente bem posicionadas para aproveitar a IA graças à facilidade com que podem coletar dados detalhados de compras.

Veja só os principais benefícios da inteligência artificial no e-commerce:

Campanhas de marketing mais precisas

Existem inúmeras maneiras pelas quais a inteligência artificial no e-commerce pode aumentar os resultados de suas campanhas de marketing. Se você deseja apresentar a mensagem certa no momento certo, coletar insights para ajudá-lo a tomar melhores decisões ou descobrir características do público que levam a conversões mais altas, a IA pode ajudar.

Melhores experiências do cliente

Com a IA, as marcas podem rastrear e analisar milhões de ações de clientes todos os dias. Mais do que isso, também podem personalizar o conteúdo para cada usuário.

Como resultado, as lojas de comércio eletrônico que usam a IA têm uma capacidade maior de fornecer conversas envolventes, conselhos úteis e interações íntimas. E certamente isso é algo que as marcas de comércio eletrônico lutaram para fornecer aos consumidores até agora.

Maior produtividade e redução de custos operacionais

Embora a automação de marketing já exista há algum tempo, a IA significa que está mais poderosa do que nunca. As marcas podem automatizar com confiança mais funções de suas lojas – como testes A/B, otimização de anúncios, recomendações de produtos, suporte e descontos de fidelidade.

A inteligência artificial no e-commerce também tira a carga dos ombros de sua equipe para que eles possam gastar menos tempo em tarefas repetitivas e mais tempo em brainstorming criativo e estratégias para sua marca. Não é por acaso que pesquisas sugerem que a maioria das empresas descobriu que as ferramentas de IA aumentam a produtividade dos funcionários.

7 tipos de inteligência artificial no e-commerce

Afinal, como a inteligência artificial no e-commerce é colocada em prática? Aqui estão algumas aplicações dessa tecnologia que podem ser úteis para a sua empresa:

1. Pesquisa inteligente e recomendações

A tecnologia de IA está se tornando mais flexível e adaptável aos padrões de pensamento humano. Muitas vezes, quando os clientes pesquisam determinados produtos, eles tendem a digitar os nomes dos itens incorretamente. A IA resolve esse problema oferecendo aos usuários dicas de palavras-chave para que eles possam escolher os produtos desejados mais rapidamente, apenas clicando nas opções exibidas na barra de pesquisa. Dessa forma, as empresas podem tornar seus produtos mais visuais para seus clientes à medida que os usuários aprendem o que mais podem pesquisar em seus sites.

Além da barra de pesquisa adaptável, a IA também melhora a pesquisa de produtos e serviços, aprendendo como as pessoas procuram os itens de que precisam. Sistemas inteligentes no comércio eletrônico investigam quais itens as pessoas compram em conjunto, quais adjetivos e sinônimos eles usam para pesquisar produtos e outras informações relevantes sobre o produto. Como resultado, a IA pode oferecer aos clientes o que eles realmente precisam, reduzindo o tempo de pesquisa.

À medida que a IA cria conjuntos de dados sobre cada item, ela pode expandir suas descobertas e coletar informações sobre os seguidores da marca. Públicos semelhantes preferem os mesmos produtos. Ao investigar produtos e públicos, a IA tenta entender a intenção de pesquisa dos usuários em vez de palavras e sugerir os itens mais adequados.

-> Confira também: Inteligência Artificial e Cross Selling no E-commerce

2. Abordagem personalizada

A experiência personalizada do cliente é uma das razões mais frequentes pelas quais as empresas de comércio eletrônico aplicam a IA. A tecnologia ajuda as empresas a analisar profundamente a experiência de seus clientes e como eles interagem com a marca, tornando a comunicação marca-cliente mais personalizada.

Para isso, a IA analisa o histórico de visitas dos clientes e o que eles estão fazendo no momento. A partir disso, pode prever o que os usuários querem ver e comprar. Portanto, os profissionais de marketing podem aprimorar sua interação com os clientes, usando várias abordagens. Pode ser um e-mail com cupons especiais, parabéns pelo aniversário e descontos para presentes – sugerindo o que outros visitantes escolhem comprar.

Há várias maneiras de como a IA pode fortalecer as conexões entre empresas e clientes. Ele só precisa analisar os dados do cliente e fornecer às empresas possíveis padrões de melhoria.

3. Chatbots e assistentes virtuais

Muitas empresas estão usando serviços como chatbots e assistentes virtuais, que dependem da tecnologia de IA. Todos eles podem ser usados para pesquisa aprimorada de produtos e suporte ao cliente.

Os clientes podem usar chatbots e assistentes virtuais para procurar os itens de que precisam em conversas humanas. Por exemplo, eles podem pedir conselhos ou recomendações à Alexa e obter as melhores opções de compra.

A principal diferença entre um chatbot e um assistente virtual é que os chatbots geralmente são desenvolvidos e oferecidos por uma empresa, enquanto os assistentes virtuais são soluções autônomas que precisam ser incorporadas ao aplicativo de uma empresa.

4. Opções de entrega aprimoradas

As ferramentas de inteligência artificial no e-commerce ajudam os clientes a escolher as rotas de entrega mais curtas e baratas. Para isso, calculam automaticamente o peso dos itens e escolhem a melhor forma de envio.

A IA também pode oferecer aos clientes opções de entrega adicionais e ajustar as datas de entrega de acordo com suas necessidades. Além disso, à medida que os itens são enviados, os clientes podem acompanhar seus pedidos em tempo real ou ativar as notificações de entrega que serão enviadas para seus e-mails ou por meio de mensagens push.

5. Gerenciamento de estoque aprimorado

Os sistemas inteligentes no comércio eletrônico ajudam as empresas a organizar melhor seus fluxos de trabalho internos. E uma ampla gama de empresas usa a IA para melhorar seu gerenciamento de estoque com base nas previsões de demanda.

Ao analisar os níveis de estoque e o histórico de compras, a IA pode prever as vendas. Dessa forma, as empresas ajustam melhor seus orçamentos, solicitando apenas os itens sob demanda e melhorando a gestão de seus armazéns – evitando o armazenamento em excesso ou a falta dos itens desejados pelos clientes.

6. Detecção de fraudes e redução de riscos

Fraudes digitais e cibercriminosos são atraídos por setores em rápido desenvolvimento que envolvem grandes orçamentos. E o comércio eletrônico é um deles. De acordo com o Global Economic Crime and Fraud Survey 2020 da PwC, 47% das empresas sofreram fraudes nos últimos 24 meses, e o número só deve crescer. É por isso que muitas empresas já estão usando a IA para mitigar os riscos de fraude.

Os sistemas inteligentes de comércio eletrônico ajudam as empresas a monitorar as atividades da conta do cliente e revelar usuários suspeitos, evitando possíveis fraudes. Eles rastreiam as alterações do usuário em e-mails, números de telefone, senhas, endereços, definem grandes padrões e tendências fraudulentas e preveem fraudes em muitos casos. Isso torna a vida de golpistas e cibercriminosos muito mais difícil, pois eles levam tempo para desenvolver novos esquemas fraudulentos, mas os sistemas de IA revelam e se adaptam a eles rapidamente.

7. Exibição de campanhas segmentadas

Por fim, a inteligência artificial no e-commerce pode contribuir com o sucesso das suas campanhas de marketing digital.

Graças ao uso dessa tecnologia inteligente, as recomendações de produtos criadas na publicidade segmentada passaram por uma transformação considerável e agora desempenham um papel significativo nas compras online.

A IA trabalha com grandes conjuntos de dados atualizados e prevê produtos que o usuário, talvez, queira ver em seguida. Trata-se de uma ótima forma de se diferenciar em meio a tantos outros anúncios espalhados pela internet – que podem mostrar aos usuários produtos que eles não desejam comprar.

Você já sabia como usar a inteligência artificial no e-commerce? Confira também o e-book E-commerce B2B para atacadista distribuidor: perspectivas para vendas online!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *