Você quer diversificar os canais de venda da sua empresa para maximizar os resultados obtidos? Os empresários que passam por essa situação vivenciam uma dúvida muito comum: é mais vantajoso expandir a atuação física ou investir em ecommerce?

Investir em ecommerce vem se mostrando uma opção rentável em todos os momentos – desde datas especiais até períodos de crises, como o que estamos vivendo hoje. Por outro lado, a presença física com lojas em diferentes locais ainda é valorizada por muitas pessoas.
 

As tendências de consumo levam ao otimismo no mercado online, com a internet fazendo parte cada vez mais da experiência de compra das pessoas. Mas será que investir em ecommerce realmente deve ser a sua primeira escolha?
 

Neste artigo, vamos analisar se você deveria expandir sua atuação física ou investir em ecommerce primeiro. Confira.
 

A importância de diversificar os canais de venda

O objetivo de qualquer empresa é alcançar um crescimento sustentável com o passar dos anos, certo? Mesmo os negócios que iniciam muito pequenos têm uma visão de expansão das suas atividades em longo prazo.
 

Porém, isso requer uma expansão dos canais de vendas. Uma empresa que inicia vendendo apenas para clientes do seu bairro tem um limite máximo de vendas mensais. Para ultrapassar esse número, é necessário começar a atender novos públicos.
 

A grande questão é: como fazer essa expansão? As opções mais comuns são aumentar o alcance das ações comerciais, abrir novas sedes da empresa ou iniciar as vendas pela internet.
 

Qualquer que seja a decisão tomada, é fundamental reconhecer a importância de diversificar os canais de venda. Veja alguns dos principais motivos pelos quais você deveria considerar essa estratégia:
 

Melhor percepção do cliente

A forma como um cliente percebe a sua marca tem relação direta com os canais de vendas utilizados. Uma empresa que está presente somente localmente é vista de uma forma muito diferente de um outro negócio com atuação em todo Brasil, não é?
 

Neste momento, é preciso considerar que as pessoas esperam experiências cada vez mais completas. Elas estão assistindo televisão e usando o tablet ao mesmo tempo – e esperam esse mesmo tipo de integração das empresas.
 

Marcas que não oferecem esse tipo de experiência, provavelmente, perderão clientes, principalmente porque a geração digital está ganhando cada vez mais poder de compra.
 

As lojas que criam uma experiência perfeita integrando todas as diferentes formas de tecnologia, no entanto, podem obter uma fidelidade significativa do cliente. Essas marcas são vistas como inovadoras e receptivas às necessidades dos clientes – qualidades que farão com que os clientes voltem.
 

Essa percepção aprimorada oferece outra vantagem também. Em um mundo de grandes lojas e compras online, encontrar o melhor preço é mais fácil do que nunca para os clientes. Uma loja que é percebida como responsiva às necessidades do cliente, e oferece acesso fácil a uma variedade de canais pode se diferenciar em um campo lotado. Isso permite que a marca concorra com a experiência oferecida, e não apenas com o preço. 
 

Aumento de vendas

O principal fator para um varejista que adota qualquer estratégia é, obviamente, aumentar o lucro – e geralmente isso está associado ao aumento das vendas. Ao optar pela expansão dos canais de vendas, se torna possível oferecer mais variedade de pontos de engajamento para o cliente fazer uma compra, aumentar a conveniência e a facilidade nas compras. Como consequência, os resultados de vendas aumentam.
 

Um cliente que pensa em comprar uma calça, por exemplo, pode não querer ir ao shopping, estacionar, caminhar até a loja, encontrar a peça e experimentá-la. Para ele, é mais vantajoso poder, em casa, encomendar as calças direto no site da loja. Mas também há o cliente, no entanto, que pode estar na loja experimentando as calças e decidir que gostaria delas em uma cor diferente. Nesse caso, ele pode usar um quiosque na loja para encontrar a calça na cor preferida, encomendá-la e recebê-la em sua casa.
 

Melhor coleta de dados

Quanto mais pontos de contato com os seus clientes, mais oportunidades você tem para reunir informações sobre eles. Talvez você tenha uma visão limitada sobre o seu público atuando apenas com uma loja na sua cidade – e pode aprender mais sobre o mercado ao investir em ecommerce ou abrir novas filiais da marca em outras cidades.
 

Quanto mais informações você consegue coletar, melhor pode ajustar suas ações de marketing e vendas. Como consequência disso, os resultados de vendas podem se tornar ainda melhores com o passar dos meses.
 

Expansão física: pontos positivos e negativos

Expandir a atuação física da sua empresa, certamente, reúne diversos pontos positivos. Porém, também é preciso considerar que existem alguns fatores que reduzem um pouco a eficiência dessa ação – principalmente se não houver um planejamento adequado.
 

Do lado positivo está a possibilidade de aumentar o público alcançado. Quanto mais lojas você tiver espalhadas pelo Brasil, mais pessoas terão acesso aos seus produtos ou serviços. Trata-se de uma questão de logística.
 

Além disso, uma expansão física faz com que a reputação da sua empresa cresça. Um cliente que vê sua loja em diversas cidades reconhece que se trata de uma marca confiável e capaz de fazer sucesso com diversos públicos.
 

Já do lado negativo está a dificuldade na abertura de uma nova loja. São muitos os custos e os desafios de criar a estrutura física. Além disso, podem surgir diversas complicações burocráticas ao longo do caminho – aumentando o tempo necessário para tirar seus planos do papel.
 

Investir em ecommerce: a grande tendência do mercado

Sem dúvidas, investir em ecommerce é a grande tendência entre os empresários que buscam expandir seus resultados. Você administra uma empresa de varejo que está indo bem e está pensando em como expandir as vendas globalmente? Então, levar seus produtos para a internet é uma opção que pode gerar um ótimo retorno sobre o investimento.
 

Ao contrário da expansão da atuação física, os custos e a complexidade de abrir um ecommerce são muito baixos. Por outro lado, é possível alcançar clientes localizados em todo o Brasil (ou, até mesmo fora). Trata-se do cenário perfeito para otimizar os resultados de vendas.
 

Quer entender melhor por que investir em ecommerce é uma tendência tão forte? Então, veja os benefícios de iniciar uma loja virtual:
 

Permanecer competitivo

As vendas online crescem ano após ano. É inegável a popularização dos computadores e dispositivos móveis entre os mais diferentes públicos. Levando isso em consideração, as empresas precisam entrar de vez no mundo digital para que consigam se manter competitivas – e investir em ecommerce é a melhor solução.
 

Tornar-se global

A internet permite que você expanda os limites do seu negócio. E isso pode ser a chave para impulsionar a sua receita. Trata-se de uma forma de alcançar novos clientes – que podem estar localizados em qualquer lugar do país. Dessa maneira, você começa a construção de uma marca com presença global.
 

Redução de custos

Investir em ecommerce tende a ter custos muito mais baixos do que uma loja física. Por isso, a adição de um componente online aos negócios existentes não precisa ser um investimento de alto risco – e, de fato, na maioria dos casos, seria uma escolha financeira muito melhor do que abrir outra loja.
 

Por que é mais barato investir em ecommerce? Aqui estão alguns pontos importantes a serem observados:
 

  • Publicidade digital. A publicidade digital é barata em comparação aos canais tradicionais, e pode ser ajustada mais facilmente para atender a orçamentos variados. Você pode usar uma combinação de tradicional e digital para comercializar toda a sua operação, ou até mudar para o digital e economizar muito dinheiro.

  • Folha de pagamento. Você não precisará pagar o salário dos diversos profissionais necessários para realizar o atendimento em uma loja física. Utilizando os canais digitais, poucas pessoas podem ficar responsáveis pelo gerenciamento – gerando uma grande economia com salários e outros encargos.

  • Aluguel e estrutura física. Haverá alguns custos iniciais relacionados à configuração e manutenção da loja virtual. Porém, esses são muito menores do que pagar pelo aluguel mensal de uma sala comercial e comprar toda a estrutura física necessária para operar em uma loja.
     

Melhor direcionamento e mais personalização

Modelos de marketing e vendas digitais podem permitir que você colete, sintetize e use informações e dados de clientes com mais facilidade do que os canais tradicionais. Esse é especialmente o caso quando você considera atividades de retenção, como programas de fidelização de clientes – essencialmente, você pode acompanhar seus hábitos de compra com mais cuidado, o que oferece a oportunidade de direcionar esforços de marketing de maneira mais precisa.
 

Para esse fim, você também descobrirá que existem mais oportunidades para personalizar suas promoções e outras ofertas, pois você tem dados sobre seus clientes integrados automaticamente ao sistema. Se você sabe como a Amazon “recomenda” itens que lhe agrada, também pode fazer isso com facilidade. Segmentar e personalizar com base em local específico, hábitos de compra ou taxas de abandono de carrinho também é uma boa opção. 
 

O upselling e a venda cruzada também podem se tornar mais fáceis, pois você não fica preso a uma situação cara a cara desconfortável, em que o cliente pode se sentir pressionado. Você pode simplesmente fornecer sugestões de complementos como parte do processo do carrinho de compras e deixar o comprador partir daí.
 

Diferentes fluxos de tráfego

Provavelmente, você já tem um site configurado para apoiar seus negócios, mas ele está recebendo muito tráfego? O desenvolvimento da presença online pode ajudá-lo a entender melhor seu mercado, para oferecer produtos novos e inovadores e promover sua loja local.
 

Como você faz isso? A otimização do mecanismo de pesquisa em seu site é fundamental, e as estratégias de marketing digital podem ser enormes quando se trata de pesquisa de clientes e direcionamento do seu marketing online e offline.
 

Escale e cresça facilmente

Um dos principais benefícios de investir em ecommerce é que você pode otimizar e dimensionar seu orçamento com facilidade, de acordo com todos os outros aspectos da empresa – e não é muito difícil dimensionar sua empresa caso a base de clientes se expanda e cresça.
 

Por exemplo, se você estiver exibindo anúncios do Facebook, poderá ajustá-los facilmente de acordo com o comportamento de compra. E mesmo se você encontrar algumas quedas ou encolhimento – por exemplo, se suas ofertas tendem a ser sazonais –, é possível ajustar seu marketing e inventário de acordo com essas mudanças também.
 

Uma experiência mais agradável para o cliente

Fazer compras online é uma experiência mais suave e confortável para muitos consumidores. O cliente não só não precisa sair do conforto de sua própria casa, mas também evita o tráfego, o estacionamento e os vendedores insistentes, que tentam vender ou interromper a conversa com um amigo.
 

Quando você decide investir em ecommerce e constrói um site de qualidade, a facilidade de pesquisar, navegar e fazer pedidos pode compensar facilmente o custo de remessa extra. Esse é especialmente o caso se recursos especiais, como bate-papos ao vivo, são configurados para responder às perguntas dos clientes 24 horas por dia.
 

Tome sua decisão com base no consumidor!

E, então, você já decidiu entre expandir sua atuação física ou investir em ecommerce?
 

Para tornar a escolha pela melhor estratégia mais fácil e eficiente, é sempre uma ótima ideia colocar o seu foco no consumidor. Ou seja, é preciso compreender de qual forma você pode entregar uma experiência mais satisfatória para os seus clientes.
 

Como vimos, os hábitos do consumidor estão migrando para o mundo digital. A possibilidade de ter acesso aos seus produtos ou serviços com praticidade por meio de um site ou aplicativo para smartphone, certamente, conta pontos positivos para sua empresa. Além disso, investir em ecommerce se trata de uma possibilidade de expandir a presença do seu negócio para um território muito maior.
 

E então, pronto para decidir entre expandir sua atuação física ou investir em ecommerce? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário.