Previsões de crescimento para o ecommerce B2B em 2019

O e-commerce B2B já é realidade no mercado brasileiro. Ao invés de vender diretamente para o consumidor final, muitas empresas investem na venda de produtos para outras empresas. Para as organizações que investem nesse modelo de negócio, as previsões são muito otimistas para o próximo ano – com a expectativa de um crescimento no número de vendas.

 

Nos Estados Unidos, o e-commerce B2B (entre empresas) movimentou mais que o dobro do volume financeiro em 2015 que o e-commerce B2C (entre empresa e cliente final). Foram U$ 780 bi no B2B, contra U$ 350 bi no B2C. E esse número deve continuar aumentando: segundo as previsões Forrester Research, o volume de faturamento, de U$ 780 bi, deve chegar em U$ 1.1 tri em 2020.

 

No Brasil, esse cenário não é diferente. Muitas lojas virtuais já apostam fortemente no e-commerce B2B para potencializar os seus resultados de vendas. Mesmo os comércios eletrônicos, que eram especializados em vendas para o consumidor final, já começam a diversificar os negócios para não ficar de fora dessa tendência.

 

Quer compreender melhor qual é a expectativa de crescimento para o e-commerce B2B em 2019? Acompanhe!

 

O que é um e-commerce B2B?

 

De forma objetiva, um e-commerce B2B é uma empresa que realiza a venda de produtos e serviços para outras empresas através da internet. Ao invés de atender somente o consumidor final (que é aquele que realiza o consumo do produto), essas empresas vendem para outras pessoas jurídicas – que podem comprar para consumo próprio, revenda, entre outras aplicações.

 

Na prática, não estamos falando sobre uma diferença apenas no cliente da loja virtual. O modelo de negócio B2B requer uma adaptação às particularidades de vendas feitas entre empresas. As negociações seguem ritos diferentes e envolvem contratos de fornecimentos, reposição de estoque, compras de MRO (Manutenção Reparo e Operações), mercadorias para revenda, insumos produtivos, entre outros fatores.

 

Uma venda diretamente para o consumidor final, geralmente, é pontual. O cliente realiza a compra de alguns livros em uma loja virtual e volta para realizar uma nova compra somente quando precisar de novas leituras. Já o e-commerce B2B deve considerar as necessidades dos seus clientes e lidar com compras recorrentes – devendo respeitar prazos e contratos em diversos casos.

 

Principais tendências de crescimento do e-commerce B2B em 2019

 

Falamos brevemente sobre o crescimento exponencial do e-commerce B2B nos Estados Unidos, certo? Uma ótima amostra dessa tendência na prática pode ser notada ao analisar o faturamento da Amazon – uma gigante multinacional do e-commerce B2C, que já movimenta mais de U$ 1 bi por ano em sua operação B2B.

 

Mas quais são as tendências que explicam o crescimento do e-commerce B2B? Quais são as principais informações que você deve conhecer para explorar essas oportunidades? Confira logo a seguir:

 

Benefícios econômicos

Muitas empresas investem no e-commerce B2B por questões econômicas. Ao invés de manter uma grande estrutura física, que consome recursos financeiros, as operações realizadas pela internet geram uma redução de custos – maximizando a lucratividade obtida com as operações.

 

Além disso, são eliminadas diversas limitações: geográfica, física ou de equipe para atendimento. Uma loja virtual fica aberta 24 horas por dia, certo? Por conta disso, as empresas com interesse nas soluções oferecidas têm toda a liberdade para optar pela compra no momento mais adequado.

 

Comportamento do cliente

A evolução da tecnologia gerou uma grande transformação no comportamento do cliente. É cada vez maior o número de pessoas que opta por comprar pela internet em vez de se dirigir a uma loja física. E no mundo empresarial isso não é diferente: a praticidade de encontrar fornecedores pela internet é muito benéfica para as organizações.

 

É justamente por conta dessa mudança de comportamento que as vendas pela internet continuam crescendo ano após ano. Toda a facilidade de realizar compras em poucos minutos através da internet beneficiou muito o e-commerce B2B.

 

Diferentes demandas para o e-commerce B2B

Outra forte característica do e-commerce B2B é a possibilidade de explorar diversos modelos de vendas para atender toda a demanda que existe. Veja quais são os principais tipos de venda B2B:

 

  • Venda para consumo interno da empresa
  • Venda para revenda
  • Venda de suprimentos para indústria
  • Venda para franquias
  • Venda de MRO (Manutenção, Reparo e Operações)

 

Ou seja, as empresas procuram por lojas virtuais para suprir muitas de suas necessidades. Seja para composição de um estoque de mercadorias ou de insumos para a produção na indústria, esses produtos podem ser encontrados facilmente através da internet. Esse é um movimento que tende a continuar crescendo durante 2019.

 

Resolução de problemas das empresas

Se o e-commerce B2B está em crescimento, é porque esse modelo de negócio oferece diversos benefícios, certo? São vários os problemas internos que podem ser resolvidos com a venda através da internet:

 

  • Qualidade do atendimento. A sua equipe comercial não consegue visitar todos os potenciais clientes? Os custos para manter um atendimento de qualidade são muito altos? O atendimento feito através da internet ajuda a resolver esses problemas.

 

  • Limitação geográfica. Você não precisa ficar limitado a comercializar apenas para empresas localizadas na sua região. A internet permite que você seja visto por clientes de todo o Brasil.

 

  • Redução de custos. Uma empresa de e-commerce B2B pode operar com um modelo de negócio bastante enxuto – reduzindo custos e aumentando a rentabilidade.

 

  • Informações de consumo. As operações pela internet permitem que você tenha mais controle sobre o comportamento do seu consumidor e possa realizar melhorias para aumentar as chances de fechar novas vendas.

 

Facilidades para o consumidor

 

Outro dado que ajuda a entender a tendência do crescimento do e-commerce B2B está em uma pesquisa da Forrester, que identificou que 93% dos compradores de atacado declararam que preferem fazer suas compras B2B através do canal digital quando possível.

 

A motivação para a compra pela internet está nas facilidades proporcionadas. Veja as principais razões apontadas pelos entrevistados:

 

  • 72%: Facilidade de comprar pela internet
  • 52%: Não querem esperar pelo representante comercial entrar em contato para realizar uma compra
  • 42%: Facilidade na obtenção de informações sobre estoque e entrega dos produtos

 

E você, está acompanhando as previsões de crescimento para o e-commerce B2B em 2019? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário e até a próxima.