Você já investe em técnicas de SEO para ecommerce? Essa é uma estratégia fundamental para as empresas que buscam atrair mais visitantes sem precisar realizar gastos constantes com anúncios. Trata-se de uma forma muito eficiente de garantir que seu site seja encontrado com mais facilidade pelos mecanismos de busca.

Imagine que você esteja pensando em comprar um tênis novo para praticar esporte, e, por isso, pesquisa por “tênis para corrida” no Google. Os resultados vão mostrar diversos sites que comercializam esse produto logo nas primeiras posições, não é? Para uma loja virtual, aparecer entre esses primeiros resultados é um grande diferencial para atrair potenciais clientes. Afinal, você dificilmente navegará até a terceira página de resultados, não é?

O SEO para ecommerce representa um conjunto de técnicas para aumentar as chances de colocar a sua loja virtual em um bom posicionamento nos mecanismos de busca. Confira, neste artigo, como você pode colocar isso em prática.

O que é SEO?

O SEO é uma sigla para Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca), e representa o processo de tornar um site mais visível nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa (SERPs). Com um conjunto de técnicas, é possível melhorar o posicionamento de um site para que ele seja encontrado com mais facilidade pelos interessados.

Quando as pessoas pesquisam os produtos que você vende, a ideia é classificar o mais alto possível para obter mais tráfego, não é? É exatamente para isso que você pode aplicar as técnicas de SEO para ecommerce.

O tráfego pode vir de pesquisas pagas, mas o SEO para ecommerce custa muito menos. Além disso, os bloqueadores de anúncios e falhas no direcionamento dessas ações podem reduzir a eficácia da pesquisa paga. Portanto, o ideal é garantir um bom resultado nas buscas orgânicas.

O SEO para ecommerce, geralmente, envolve a otimização de títulos, descrições de produtos, metadados, estrutura interna de links e de navegação para busca e experiência do usuário. Cada produto que você vende deve ter uma página dedicada projetada para atrair tráfego dos mecanismos de pesquisa.

No entanto, você não deve esquecer páginas estáticas e não orientadas ao produto em seu site, como as seguintes:

  • Pagina inicial

  • Sobre a empresa

  • Perguntas frequentes

  • Artigos do blog

  • Página de contato

A importância de um bom ranqueamento no Google

O que os consumidores fazem quando precisam de um produto ou serviço? Muitos realizam pesquisas no Google, procuram opções, dicas, comparações e outras informações que ajudem a tomar boas decisões de compra.

Se o seu site não aparecer nos primeiros resultados da pesquisa, você perde a oportunidade de atrair diversos potenciais clientes que estão buscando informações sobre seus produtos. No fim das contas, faça a seguinte pergunta: seus produtos podem ter um espaço na web, mas eles podem ser encontrados?

É aí que entra o SEO para ecommerce. Ele fornece uma maneira de alcançar seu público-alvo sem pagar pelos anúncios. Depois de levar as pessoas ao seu site, você poderá atendê-las com seus produtos de alta qualidade e incentivar uma ação de compra.

Levar as pessoas para o seu site é o primeiro passo para fechar uma venda – simples assim. E isso pode ser feito de várias formas: explorando mídias sociais, mandando e-mails marketing, pagando por anúncios, entre outras. Mas você não pode deixar de lado todo o potencial que o Google possui.

Imagine que você comercialize artigos para acampamentos. Ser encontrado pelas pessoas que pesquisam por “preço barraca acampamento” ou “loja artigo acampamento” pode garantir ótimos negócios, não é? Trata-se de uma forma de gerar um tráfego de qualidade diariamente.

5 dicas de SEO para ecommerce

Você quer colocar em prática o SEO para ecommerce e levar seu site para os primeiros resultados do Google? Então, veja algumas dicas que vão ajudá-lo:

1. Use as palavras-chave certas

Sim, as palavras-chave ainda são importantes. Você não deseja sobrecarregar os títulos e as descrições dos produtos com essas palavras-chave, mas elas precisam estar presentes nos lugares certos para que os mecanismos de busca entendam sobre o que suas páginas estão falando.

Mencione sua palavra-chave principal no título do produto, descrição, meta descrição, atributos alternativos da imagem e subtítulos. Além disso, também é importante espalhar as palavras-chave pela página para garantir uma boa densidade. Essas são palavras-chave relacionadas que ajudam o Google a entender o contexto do ecommerce.

Para encontrar os termos certos, você pode usar diversas estratégias:

  • Análise do volume de pesquisa de palavras-chave. Antes de usar uma palavra-chave, faça uma pesquisa sobre ela. Saiba com que frequência as pessoas pesquisam (volume de pesquisa de palavras-chave), qual é a competitividade no espaço de publicidade paga (custo por clique) e o que as pessoas procuram quando usam essa palavra-chave.

  • Realize pesquisas de concorrentes. Se você não tem ideia por onde começar com a otimização do seu site de comércio eletrônico, seus concorrentes são sua melhor aposta. Os concorrentes maiores, em particular, provavelmente já se empenharam em otimizar seus sites, e você pode aprender muitos dos segredos deles nos próprios sites.

2. Foque no SEO da página inicial

Normalmente, a página inicial é onde a maioria das empresas concentra seu orçamento e energia em SEO. Embora seja definitivamente uma das principais páginas do seu site a ser otimizada, ela não é a única em que você deve se concentrar.

Dito isto, você deseja otimizar bem sua página inicial, e as principais coisas para adicionar e otimizar são as seguintes:

  • Tag do título da página inicial. A tag de título é um dos elementos mais importantes da otimização de SEO para ecommerce. Ela deve incluir o nome da sua empresa, juntamente com a frase principal da palavra-chave que você está segmentando. Essa tag de título deve ter menos de 70 caracteres e ser atraente para os visitantes, pois eles verão este texto nos resultados da pesquisa.

  • Meta descrição. A meta descrição da sua página inicial é uma descrição de 160 caracteres da sua empresa, que também será exibida na pesquisa – abaixo da tag do título. Escreva de uma maneira que incentive as pessoas a quererem visitar seu site.

  • Conteúdo da página inicial. O conteúdo da sua página inicial deve ajudar os visitantes a aprenderem mais sobre sua empresa e os produtos que você tem a oferecer, de maneira clara e concisa. Evite sobrecarregar os visitantes com muita informação.

Além disso, é preciso considerar que páginas desorganizadas podem confundir os visitantes e os mecanismos de pesquisa. Por exemplo, talvez você venda produtos em várias categorias diferentes. O Google se esforçará para identificar o que você vende e quem está segmentando com seus produtos. Portanto, seja específico sobre o que seu site oferece.

3. Simplifique a arquitetura do seu site

Ao adicionar produtos e categorias à sua loja, lembre-se de que a arquitetura do site desempenha um papel importante no SEO para ecommerce. Você deseja ter uma hierarquia de navegação bem definida – da sua página inicial às categorias de produtos e aos produtos listados nelas.

Os robôs de mecanismo de pesquisa descobrirão suas páginas e produtos em seu site com base em uma estrutura clara de links internos, fácil de seguir – e não muito profunda.

A regra geral para os mecanismos de pesquisa e visitantes é garantir que as pessoas alcancem tudo em três cliques. Na página inicial, elas devem clicar no máximo três vezes para acessar qualquer produto em seu site.

4. Explore os links internos

Os links internos servem a dois propósitos principais:

  • Impulsionar o SEO para ecommerce, mostrando como as páginas estão relacionadas entre si

  • Aumentar o tempo de permanência no site, incentivando os visitantes a explorarem ainda mais suas páginas

Ou seja, inserir links de produtos relacionados ou que levam para os artigos do seu blog são práticas que podem ajudar a melhorar o SEO para ecommerce e tornar seu site mais tentador para os visitantes.

5. Otimize as páginas de produtos

As páginas dos produtos são a força vital do seu negócio, portanto, você deve concentrar sua energia na otimização.

Muitos proprietários de lojas de comércio eletrônico simplesmente escrevem algumas linhas de texto sobre cada produto e exibem uma imagem ou vídeo. Porém, você precisa de mais informações nas páginas dos seus produtos para que o Google as encontre. Aqui estão os principais pontos em que você deve focar:

  • Nome do produto. O nome do seu produto é importante. Na maioria dos casos, também é usado no título e no URL da sua página de produto. É por isso que você pode considerar adicionar um termo de pesquisa ou frase-chave comum aos seus produtos. Por exemplo, se você estiver vendendo camisetas, inclua “Camiseta” no nome do produto. Dessa forma, a palavra-chave também acaba no título e no URL.

  • Otimização de imagem. As imagens são uma parte importante da página do seu produto – tanto para o cliente quando para o SEO. Para otimizar corretamente suas imagens para pesquisa, você pode explorar a palavra-chave no nome da imagem e no atributo Alt Text. Dessa forma, você aumenta as chances de ter suas imagens aparecendo nas pesquisas feitas no Google.

  • Avaliações de clientes. Apesar de não afetar diretamente no posicionamento da sua página nas buscas, as avaliações de clientes são uma boa estratégia para transmitir confiança e aumentar o interesse dos visitantes – criando as condições ideais para uma venda.

  • Conteúdo da FAQ. Ter uma página de FAQ geral nas páginas de produto também é uma boa ideia. Responder a perguntas básicas sobre as políticas de segurança, envio e devolução do seu site pode aumentar a confiança do comprador, levando a mais vendas.

Dicas avançadas de SEO para ecommerce

Você quer ir ainda mais longe com o SEO para ecommerce? Então, confira as dicas avançadas que preparamos:

1. Adicione sitemap.xml ao Search Console

Embora muitas plataformas de comércio eletrônico populares gerem automaticamente seu sitemap.xml, ainda é importante adicionar seu sitemap.xml ao Google Search Console. Por que você tem que fazer isso? Seu sitemap.xml é uma lista de todas as páginas importantes do seu site de comércio eletrônico, garantindo que o Google encontre e rastreie todas elas.

2. Otimize páginas de categoria

As páginas de categoria são tão importantes quanto as páginas de produtos, e seguem muitos dos mesmos princípios – conteúdo exclusivo e criativo focado nas práticas recomendadas de SEO. Aqui estão algumas dicas rápidas para usar nas suas páginas de categoria:

  • Otimize os títulos das categorias a partir de sua pesquisa de palavras-chave.

  • Otimize suas meta descrições das categorias. Tente resumir seu produto e ofertas enquanto é único, criativo e incentiva os usuários a clicarem.

  • Inclua uma descrição da sua página de categoria logo abaixo da tag H1.

  • Inclua links internos na descrição.

  • Inclua imagens. O visual no comércio eletrônico é vital, e uma página de categoria não é diferente. Incorpore recursos visuais de seus produtos em todas as páginas das categorias.

3. Maximize a velocidade do site

A velocidade de carregamento é um elemento muito importante no SEO para ecommerce. O ideal é que suas páginas carreguem o mais rápido possível – melhorando a visão dos mecanismos de busca e entregando uma experiência mais satisfatória para o público.

Existem muitas ferramentas boas por aí que podem ajudá-lo a medir a velocidade da página e descobrir o que pode estar diminuindo a do seu site. Entre elas está uma ferramenta gratuita do Google: o Google PageSpeed Insights.

4. Mantenha sua loja segura com HTTPS

Como proprietário de uma loja, você está coletando detalhes pessoais de clientes. É uma prática recomendada garantir que todas as informações coletadas sejam criptografadas. Afinal, você não quer que esses dados sejam acessados por pessoas não autorizadas, não é?

Além de aumentar a segurança da sua loja virtual, o HTTPS é um fator de classificação para sites. Portanto, o Google também o recompensará por isso.

A importância da plataforma do ecommerce

Se você deseja otimizar o SEO para ecommerce, precisa acertar no momento da escolha da sua plataforma. Afinal, existem aquelas que facilitam todo esse processo de otimização para os mecanismos de busca – permitindo que você leve suas páginas para o topo do Google.

A plataforma LifeApps Ecommerce é otimizada para esse tipo de estratégia. Reunimos vários recursos úteis no momento de otimizar a sua loja virtual.

Um ótimo exemplo disso é a integração entre o Pixel do Facebook e o Google Tag Manager. Atualizamos recentemente o cadastro de tags adicionais e personalizadas. Você pode aplicar o script do Google Tag Manager e o pixel do Facebook na página do produto selecionado, assim poderá mensurar a origem de campanhas de marketing digital – como Facebook Ads, Google Ads e resultados orgânicos com base no SEO.

O Gerenciador de tags oferece a capacidade de criar e atualizar as tags do seu website e aplicativo para dispositivos móveis quando quiser. A tecnologia dos mecanismos de busca coleta dados precisos e detalhados dos seus domínios para campanhas mais fortes e decisões mais inteligentes.

Você gostou das dicas de SEO para ecommerce? Quer conhecer melhor os recursos que a plataforma LifeApps oferece? Então visite nossa página.