A experiência do usuário nas páginas é cada vez mais importante para o Google. E uma das amostras disso foi a criação do Core Web Vitals ou “sinais vitais para web” – que são fatores de classificação do motor de pesquisas do Google relacionados com a experiência do usuário.

Trata-se de um recurso que faz parte da nova atualização do algoritmo do famoso buscador que entrou em vigor em junho de 2021. Com base nisso, é possível avaliar de forma objetiva a qualidade de navegação que as empresas oferecem aos usuários.

Quer entender melhor como funciona o Core Web Vitals e descobrir como otimizar seu e-commerce conforme os algoritmos do Google? Então confira logo a seguir.

A importância da experiência da página

O Google anunciou recentemente um novo algoritmo de classificação projetado para avaliar as páginas da web com base em como os usuários percebem a experiência de interação. Isso significa que se o Google pensa que os usuários do seu site terão uma experiência ruim em suas páginas, ele pode não classificar essas páginas tão bem.

Mas o que é experiência de página? Em resumo, são métricas que visam entender como um usuário perceberá a experiência de uma página da web específica. Isso inclui considerações, como se a página carrega rapidamente, se é compatível com dispositivos móveis, é executada em HTTPS, a presença de anúncios intrusivos e se o conteúdo muda conforme a página carrega.

O Google entende que a experiência da página especificamente não é uma pontuação de classificação, mas sim, cada elemento dentro tem seus próprios pesos e classificações no algoritmo de classificação geral do Google.

Fatores que fazem parte da experiência da página

Afinal, quais são os elementos que fazem parte da experiência da página? Aqui está como o Google documenta cada fator individual na sua avaliação:

  • Largest Contentful Paint (LCP). O LCP é uma métrica que mede o desempenho de carregamento de uma página. Para fornecer uma boa experiência ao usuário, os sites devem se esforçar para que o LCP ocorra nos primeiros 2,5 segundos após o início do carregamento da página.

  • First Input Delay (FID). O FID mede a interatividade das páginas do site. Para fornecer uma boa experiência ao usuário, os sites devem manter um FID de menos de 100 milissegundos.

  • Cumulative Layout Shift (CLS). O CLS mede a estabilidade visual. Para fornecer uma boa experiência do usuário, os sites devem obter uma pontuação CLS inferior a 0,1.

  • Compatível com dispositivos móveis. A página deve ser compatível com dispositivos móveis. É possível verificar se sua página é compatível com dispositivos móveis com o teste de compatibilidade com dispositivos móveis fornecido pelo Google.

  • Navegação segura. A página deve fornecer segurança para os usuários. Portanto, não deve conter conteúdo malicioso (por exemplo, malware) ou enganoso (por exemplo, engenharia social).

  • HTTPS. A página deve ter implementado o protocolo HTTPS para garantir que a conexão com o site é segura.

  • Sem conteúdos intrusivos. O conteúdo da página deve ser facilmente acessível ao usuário.

O que é Core Web Vitals?

Core Web Vitals são métricas criadas pelo Google que ajudam a medir e indicar o desempenho de carregamento de página de uma página da web. Combinados com os sinais de experiência da página do Google existentes, eles fornecem informações importantes sobre a experiência do usuário em uma página da web.

Existem três métricas essenciais da Core Web Vitals:

1. Largest Contentful Paint (LCP)

O LCP mede o desempenho de carregamento de uma página da web. As pontuações são baseadas no tempo de renderização da maior imagem ou bloco de texto visível na janela de visualização.

2. First Input Delay (FID)

O FID mede a interatividade de uma página da web: o tempo desde quando um usuário interage pela primeira vez com uma página (clicando em um link, tocando em um botão ou usando conteúdo baseado em Javascript) até quando o navegador está realmente processando manipuladores de eventos em resposta a essa interação.

3. Cumulative Layout Shift (CLS)

O CLS mede a estabilidade visual de uma página da web avaliando as mudanças de layout. Essas mudanças de layout ocorrem sempre que um elemento visível muda sua posição de um quadro renderizado para o próximo – por exemplo, mudanças na aparência entre navegadores móveis e de desktop.

O CLS é calculado como a soma total de todas as pontuações de mudança de layout individual para cada mudança de layout inesperada que ocorre durante toda a vida útil da página. Uma pontuação “zero” significa que não há mudanças de layout. Quanto maior a pontuação, mais mudanças de layout em uma página.

Como otimizar seu e-commerce com base no Core Web Vitals?

Cada site de comércio eletrônico é diferente, e as necessidades do seu site em relação ao Core Web Vitals são únicas. Antes de qualquer coisa, recomendamos uma auditoria completa por um desenvolvedor experiente ou equipe técnica de SEO para descobrir quais são seus maiores problemas (e como corrigi-los).

Dito isso, temos algumas sugestões para melhorar as pontuações do Core Web Vitals do seu site. Confira:

1. Avalie continuamente o desempenho do seu site

Observe o desempenho de seu site ao longo do tempo e faça as alterações apropriadas para melhorar continuamente seu desempenho.

Além de verificar páginas individuais com o PageSpeed Insights, você pode avaliar facilmente o desempenho cumulativo do seu site por meio do relatório Core Web Vitals no Google Search Console. Esta ferramenta mostra o desempenho do URL agrupado por status, tipo de métrica e grupo de URL – e também os classifica como “ruim”, “precisa de melhorias” ou “bom”. Depois de fazer uma alteração em um grupo de URLs em seu site, você pode usar o botão “Validar URL” para pedir ao Google para reavaliar o desempenho.

Como esse relatório rastreia URLs ao longo do tempo, você pode monitorar o desempenho do seu site antes e depois de implementar as alterações. Isso dirá se suas estratégias estão funcionando.

2. Elimine grandes mudanças de layout

Mais usuários do que nunca procuram e comparam produtos em seus dispositivos móveis. Atualmente, as vendas pela internet feitas por meio de dispositivos móveis já ultrapassam a metade de todas as vendas de comércio eletrônico.

Mantendo essa divisão em mente (e sabendo que muitos usuários vão usar os dois dispositivos durante o processo de pesquisa), as métricas do Core Web Vitals ajudarão a recompensar sites que apresentam uma aparência unida em dispositivos móveis e desktop.

O layout para celular de seu site não deve ser uma reflexão tardia ou uma cópia pobre do layout para desktop. Na verdade, com a primeira atualização do Google para dispositivos móveis, essa deve ser a prioridade de otimização.

3. Diminua suas imagens e vídeos

Você não precisa que lhe digamos como as imagens e os vídeos são cruciais para os sites de comércio eletrônico. Seus clientes desejam ver o máximo possível de detalhes sobre seus produtos – portanto, quanto mais, melhor, certo?

Na verdade, essa lógica só é válida quando as imagens estão devidamente otimizadas.

Imagens grandes podem ser exibidas corretamente em desktops e tablets, mas podem tornar seu site para celular seriamente lento e afetar negativamente a experiência de página dos usuários. Elas também são um grande prejuízo para o desempenho do Core Web Vitals.

Trabalhe para determinar quais tamanhos de imagem são melhores para seu site e comece a implementar esse padrão em seu site. Você pode usar um plugin de redimensionamento de imagem ou pode ter que fazer atualizações de página individuais depois de priorizar as imagens maiores.

Não se esqueça das imagens em destaque e dos vídeos também. Vídeos nativos podem ser substituídos por incorporações do Youtube ou Vimeo para reduzir a velocidade de carregamento.

4. Carregue o conteúdo da página no pedido de visualização

A maioria dos sites de comércio eletrônico tem muitas coisas acontecendo em cada página da web: imagens, vídeos, links e incorporações de páginas de produtos e muito mais. Um navegador tentará carregar automaticamente todos esses ativos em ordem sequencial. E se você não priorizar seus ativos mais importantes, isso pode impactar negativamente suas métricas Core Web Vitals.

Recomendamos priorizar o carregamento do conteúdo da sua página conforme o visualizador o vê, pré-carregando recursos importantes e implementando imagens de carregamento lento. Resumindo, o conteúdo que aparece acima deve carregar primeiro; o conteúdo adicional deve esperar até que um visitante role a página para baixo para visualizá-lo. Isso pode melhorar drasticamente o tempo de carregamento.

5. Vá além do Core Web Vitals

Vimos que o Google leva em consideração elementos que vão além do Core Web Vitals quando falamos sobre a experiência da página para os usuários, certo? Portanto, também é importante que seu e-commerce seja projetado pensando nesses elementos:

  • Navegação segura. Garanta que o seu e-commerce ofereça uma experiência segura para os usuários. Isso é especialmente importante considerando que os consumidores precisam inserir dados sensíveis para realizar seus pagamentos.

  • Instale o HTTPS. O uso do protocolo HTTPS é uma prática simples que pode fazer toda a diferença no seu site no Google. Além disso, trata-se de uma forma de adicionar uma camada extra de segurança.

  • Elimine os conteúdos intrusivos. Torne a navegação dos usuários simples e intuitiva – sem elementos intrusivos que atrapalham a experiência dos usuários.

Foco na experiência do cliente!

Com a criação do Core Web Vitals, torna-se mais fácil fazer uma análise objetiva dos pontos que podem ser melhorados no seu comércio eletrônico. Mas, no fim das contas, a lógica é bem simples: proporcionar uma boa experiência de navegação vai ajudá-lo a ranquear melhor no Google.

Velocidade, layout e segurança são critérios decisivos para um bom posicionamento nas páginas de resultados de pesquisa. Aqueles que anteriormente negligenciaram esses pontos devem agora fazer melhorias antes que fiquem para trás dos concorrentes.

O ponto principal que os gestores devem sempre se perguntar é: como faço para criar a melhor experiência possível para os usuários em meu site? Em última análise, isso é o que o Google recompensará com uma “alta classificação” na página.

Você já conhecia o conceito de Core Web Vitals? Gostou das dicas para otimizar o seu site e-commerce? Deixe o seu comentário!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *