10 motivos para investir nas redes sociais para e-commerce

por | 18/09/2019 | Blog, Mercado, Sua Loja

Descubra as razões pelas quais as redes sociais são importantes para sua empresa e para o crescimento do seu negócio.

Você já percebeu que a “barreira” existente entre as redes sociais e o comércio eletrônico praticamente deixou de existir? Recentemente, por exemplo, o Instagram anunciou um novo recurso de compras que permitiria aos usuários comprar e vender itens na plataforma sem sair do aplicativo. 

Essa transformação acontece principalmente em virtude da mudança em nossos hábitos de consumo on-line, graças ao aumento contínuo e lucrativo do comércio eletrônico através dos dispositivos móveis e do marketing de influência. 

Estamos começando a trocar a experiência tradicionalmente solitária de percorrer páginas e páginas de produtos no site de um varejista para descobrir marcas e comprar itens através das redes sociais.

De acordo com relatório feito pela Adobe, as redes sociais como canal de conversão dobraram em participação de visitas, crescendo 110%, nos sites de varejo dos EUA entre 2016 e 2018.

As redes sociais se tornaram um importante canal de comunicação

Quando você pensa nas marcas que se destacam nas redes sociais, certamente as primeiras que vêm à sua mente são as empresas B2C. 

Você raramente ouve falar da empresa de gerenciamento de TI que está arrasando no Twitter ou do fabricante de granito que está dominando o Instagram. Mas esses tipos de empresas B2B existem. O problema é que eles ainda são minoria.

Muitas empresas B2B ainda tem dificuldades para entender o marketing relacionado às redes sociais ou simplesmente as ignoram. 

Apesar do sucesso que as empresas B2C obtiveram com as mídias sociais, as empresas B2B ainda dependem de táticas tradicionais, como ligações a frio e o relacionamento com sua redes de negócios. 

Essas táticas são eficazes, mas não devem ser usadas nas redes sociais. A chave é pensar sobre o tipo de conteúdo que o seu público irá gostar, em vez de simplesmente vender produto ou serviço.

Por exemplo, o setor de seguros é desinteressante para a maioria das pessoas, certo? Compartilhar links sobre como escolher o seguro comercial o dia todo não vai gerar muitos seguidores. 

Mas quando você pensa em quem é seu provável público e adapta seu conteúdo de mídia social para essas pessoas, o escopo do que você pode publicar fica muito mais amplo.

Se você se esquivou do Twitter, Facebook e Instagram porque acha que não funcionará para empresas que atendem a outros negócios, está perdendo uma grande oportunidade.

O conteúdo de sua rede social deve ser sobre o seu público, não apenas sobre o seu negócio. 

Assim, mesmo se você estiver em um setor considerado “chato”, ainda poderá entregar conteúdo que estimule o compartilhamento nas mídias sociais e continuar a aumentar seu engajamento.

Uma boa dica para saber se você está compartilhando ou não um bom conteúdo nas mídias sociais é se perguntar o seguinte: se eu não trabalhasse para esta empresa, veria este post e ainda compartilharia? 

Se a resposta for não, é um sinal de que você precisa renovar seu conteúdo.

A convergência entre redes sociais e comércio eletrônico se tornou estratégico para as marcas

As marcas de maior sucesso nos próximos anos serão aquelas capazes de maximizar o alcance e a eficácia das mídias sociais. 

Para as empresas B2B, não basta pagar por anúncios, será preciso encontrar um bom público nas principais redes sociais, investir na construção de sua marca e na experiência do usuário de forma a oferecer uma venda online diferenciada.

Este ano, as mídias sociais não só desempenham um papel importante no comércio eletrônico, mas também em todos os aspectos da nossa vida social, assim como tem sido, possivelmente, nos últimos anos. 

Além disso, várias novas tecnologias de redes sociais, incluindo poderosas ferramentas de publicidade, chatbots  e compras no aplicativo, bem como design aprimorado, tornarão o comércio eletrônico mais fácil e maior do que nunca.

Porque investir nas redes sociais para um mercado B2B?

Considerando que temos 71% dos adultos com acesso à Internet e usando mídias sociais, quase todos os negócios podem se beneficiar com as plataformas sociais. Isso é especialmente verdadeiro para o comércio eletrônico.

Desta forma, não faltam argumentos para se investir em redes sociais para seu e-commerce.

1. Alcance o seu mercado, transformando público-alvo em clientes recorrentes

Quando você cria uma conta de mídia social para uma empresa, seja Instagram, Facebook ou Twitter, os próprios sites coletam informações sobre o tipo de público-alvo da sua marca. Isso torna muito mais fácil exibir seus produtos ou serviços para as pessoas certas, sem perder tempo e dinheiro. Este é um recurso exclusivo que somente as redes sociais possuem.

Além disso, os sites de mídias sociais cobrem o esforço e o custo para alcançar as pessoas que você deseja. Isso já reduz os esforços que você tem que fazer, pois tudo que será preciso fazer é focar na produção do seu conteúdo e no tipo de postagens que você produz.

2. Social Media torna mais fácil estabelecer o engajamento e reconhecimento da marca

Hoje em dia, é normal que os seguidores comuns gostem e promovam marcas a partir das redes sociais a partir dos produtos e serviços que as empresas têm a oferecer. 

Para se ter uma ideia, no mundo da moda, há muitas pessoas que marcam as contas do Instagram de estilistas e marcas de calçados que usam, e nem sequer são patrocinados!

Uma vez que uma empresa tenha estabelecido um nome de estilo de vida, as pessoas imediatamente se associaram às mídias sociais. Apesar de suas diferenças, isso também pode acontecer no mercado B2B.

3. Mídias Sociais ajuda você a avaliar quem é seu público-alvo

As mídias sociais permitem que você descubra o que o seu público gosta e se envolve. Por exemplo, no Instagram e no Twitter, você pode verificar as hashtags que seus seguidores usam e examinar os perfis dessas pessoas.

  • Eles são profissionais liberais, da indústria ou do comércio?
  • São adultos em que faixa etária?
  • O que eles estão dizendo individualmente que se traduz em uma opinião coletiva?
  • Qual fórmula é melhor usada para pessoas como elas?

As pesquisas também são tão úteis nas mídias sociais para avaliar o que o público gosta. Você será capaz de descobrir o que eles querem e como querem seus produtos e serviços. Embora não seja necessário responder a todos os comentários, você deve prestar atenção ao que as pessoas dizem. 

Melhor ainda, preste atenção em como eles estão dizendo o que estão dizendo. Entender quem você atende e a multidão que você comercializa mudam a forma como você gerencia sua presença on-line. A mídia social é um excelente caminho que reúne feedback imediato.

4. A social mídia é um ótimo veículo para divulgar notícias e mensagens da empresa

O LinkedIn permite a comunicação entre profissionais e as empresas, mas indo além do conteúdo de perspectiva corporativa, você pode alavancar muitas redes sociais para obter notícias positivas para clientes, prospects e stakeholders sobre o que a empresa está fazendo além de obter lucro.

Não ignore ou subestime o impacto do social na comunicação de sua empresa com os atuais e potenciais clientes.

5. O desenvolvimento do funil de vendas

Quando estivermos dispostos a experimentar uma estratégia social e analisar objetivamente as conversões assistidas, os caminhos da jornada do cliente e os diferentes modelos de atribuição, veremos como a mídia social tem impacto no funil de conversão.

Utilize os relatórios de atribuição e conversões assistidas no Google Analytics, entre outras fontes de relatórios. Ignorar o impacto das mídias sociais no desenvolvimento do funil de vendas da empresa é ter uma visão míope do negócio.

6. A aplicação de um marketing ágil

Enquanto grandes investimentos em conteúdo ainda são feitos em conteúdo fechado, livros, ebooks e estudos de pesquisa, o marketing ágil surgiu como uma abordagem necessária. Inclui pequenos investimentos de conteúdo e testes rápidos para fazer ajustes.

A social mídia é o lugar perfeito para experimentar conteúdos, ideias e julgar interesse e engajamento em seu público alvo, pois é barato, rápido e fácil de implantar.

7. Aumento da eficiência na prospecção de novos clientes

Em comparação com alguns outros canais de marketing tradicionais, as mídias sociais tem um tipo diferente de alcance.

A mídia social oferece a oportunidade de se apresentar na frente de uma audiência de referência maior organicamente quando os seguidores se envolvem com conteúdo, fazendo com que ela apareça nos feeds de suas redes.

Além disso, temos muitas opções para patrocinar conteúdo e publicidade que nos permitem segmentar proativamente as redes estendidas de seguidores, bem como escolher campanhas demográficas e baseadas em interesses, ampliando assim a eficiência na prospecção de novos clientes.

8. Para obter informações sobre a concorrência

Além do foco das postagens e dos esforços para ganhar mais atenção, engajamento e ROI, também podemos ouvir e aprender muito com as redes sociais.

Ao monitorar seus concorrentes, usando ferramentas de monitoramento social para acompanhar as mudanças em seu público alvo e manter-se informado sobre nós mesmos e de nossos concorrentes, podemos obter insights.

Esses insights podem aconselhar a estratégia, inspirar conteúdo, ajudar nas decisões de produtos e direcionar-se para iniciativas maiores de inteligência de marketing.

9. A retenção de clientes pode ser atribuída ao atendimento através das redes sociais

Temos certeza de que você viu centenas de mídias sociais exibindo capturas de tela de conversas entre marcas e usuários. Alguns deles são engraçados, muitos são editados e muitos são apenas perturbadores. 

O ponto é como uma marca responde aos seus seguidores nas redes sociais, causando um impacto positivo sobre os usuários? Muitas vezes, coisas como essa se tornam virais, o que pode aumentar ainda mais o reconhecimento de sua marca.

No entanto, um ótimo atendimento ao cliente, com o advento do Facebook e de seus contemporâneos, não é apenas uma forma de evitar o feedback negativo e diminuir a má publicidade. Estudos afirmam que o atendimento ao cliente, em geral, é um fator determinante na retenção de um cliente ou não.

10. Estratégias promocionais são medidas mais facilmente nas redes sociais

Uma das táticas mais conhecidas para ganhar seguidores e desenvolver páginas é criar concursos gratuitos, porém essa estratégia se aplica muito bem para o mercado B2C, já no B2B você tem como alternativa promover conteúdos em blogs, seminários, tutoriais, cases de sucesso, etc. 

Em complemento às ações de engajamento, os profissionais de marketing podem gerar buzz pedindo às pessoas para curtir e compartilhar sua marca,uma página, marcar um amigo, usar uma hashtag e assinar um serviço on-line. 

Essa também é uma ótima maneira de avaliar o que as pessoas estão dizendo sobre sua marca, quem são elas, quais páginas semelhantes elas gostam e outros aspectos. Como resultado, as páginas, postagens e canais obtêm mais curtidas e recebem mais atenção. A melhor parte é que você recebe tudo isso das pessoas que você quer vender. 

Se há algo que faz com que a marca do seu e-commerce seja conhecida de forma mais rápida do que você imagina, são através das plataformas de redes sociais. Se você tiver sorte e as pessoas gostarem do que você tem a oferecer, seus clientes provavelmente compartilharam a página com os amigos também.

A decisão sobre quanto tempo, dinheiro e foco investir em mídia social se resume à questão de “por quê?” e “vale a pena?”

Essas dez razões lançam luz sobre por que o social é importante, mesmo em setores que são muito tradicionais ou que não têm uma conversão clara de último clique, mostrando ROI imediato.

Relacionados