Pensar em estratégias para a Black Friday é sempre importante para o seu e-commerce, tendo em vista que elas podem resultar em um crescimento nas vendas do seu negócio. Pensando em ajudá-lo, estamos desenvolvendo uma série de conteúdos especiais sobre o tema.

O evento acontece sempre após o feriado de Dia de Ação de Graças, comemorado nos EUA – e, esse ano, será dia 27 de novembro. Aqui no Brasil, a Black Friday cresce a cada ano, gerando novas oportunidades para o comércio.

Aqui no nosso blog, você já pode conferir materiais que falam sobre a preparação logística para e-commerce e o comportamento de compra do consumidor na Black Friday.

Mas, como você pode aproveitar o evento para aumentar as suas vendas, nessa data? Listamos algumas estratégias para a Black Friday para ajudá-lo a agir rápido e não comer poeira. Confira!

A importância de planejar antecipadamente as estratégias para a Black Friday

Planejar antecipadamente as estratégias para a Black Friday é muito importante para que você possa fazer um levantamento dos investimentos necessários, e agir rápido para tirar o máximo de proveito da data.

Lembre-se de que você precisa ampliar o seu estoque, planejar a logística, verificar se é necessário contratar funcionários temporários, formular os preços, etc. Também é interessante analisar com critério o que precisa ser prioridade ao formular descontos especiais.

Imagine, por exemplo, um e-commerce que vende roupas. Nesse caso, uma das estratégias para a Black Friday pode ser queimar o estoque da moda outono/inverno que não foram vendidas. Se essas peças não saírem agora, dificilmente serão compradas no ano que vem, quando novas coleções forem lançadas.

Tudo isso precisa ser visto previamente. Tenha um planejamento de pelo menos dois meses de antecedência para evitar ter que tomar decisões de última hora e sem verificar todos os resultados positivos que elas podem gerar.

Estratégias relâmpago para a Black Friday

Em 2019, a Black Friday brasileira bateu todos os recordes, garantindo o melhor resultado em 10 anos, como destaca uma reportagem do Jornal do Comércio. Segundo a mesma publicação, apenas no varejo online, o faturamento ficou em R$ 3,2 bilhões.

Com todos querendo uma fatia desses números e os consumidores ficando cada vez mais preparados, além de espertos contra qualquer fraude, fica cada vez mais difícil se posicionar online e competir com anúncios e publicidades de marcas gigantes.

Mas, você pode utilizar de estratégias mais diretas e rápidas para levar suas ofertas até o seu público-alvo. Vale lembrar que, em 2020, por conta da crise gerada pela pandemia de Covid-19, o consumidor está mais resistente para gastar dinheiro.

Logo, convém desenvolver estratégias para a Black Friday ainda mais persuasivas. Veja, a seguir, algumas dicas!

Utilize o WhatsApp para vender mais

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens mais populares no Brasil e no mundo, se popularizando, também, como ferramenta de negócios – tanto que foi lançada uma versão Business, que, por enquanto, é gratuita.

Essa versão permite que você cadastre o endereço da sua loja física, uma descrição do que você faz, horário de funcionamento, seu e-mail de atendimento e o site da empresa ou e-commerce. Você também pode usar mensagens programadas a partir de gatilhos de palavras, saudações para seus contatos e falas para quando estiver ausente.

Outra funcionalidade são as etiquetas, que podem ajudá-lo a controlar e organizar as conversas e pedidos dos clientes pelo WhatsApp. Além das etiquetas sugeridas pelo sistema, você também pode criar as suas próprias, adequando à sua forma de trabalho.

OK, mas e as estratégias para a Black Friday? Duas delas que você pode utilizar, independentemente se você tem, ou não, o WhatsApp Business, são:

Lista de Transmissão

Com a lista de transmissão, você consegue levar sua mensagem simultaneamente para até 265 pessoas e, diferentemente de um grupo, os contatos a veem de forma individual.

Ou seja, imagine você criando uma imagem, vídeo, ou até texto, falando sobre suas condições diferenciadas para a Black Friday e enviando para as listas (sim, você pode criar várias com os celulares de clientes e possíveis interessados que já tenham se cadastrado em seu sistema de gestão, por exemplo).

Todos que estiverem na lista vão receber a mensagem de forma individual, dando o ar de exclusividade, personalização, mesmo tendo sido enviada em conjunto. E o que é mais legal, você pode deixar o gancho para que os contatos te respondam ou cliquem em algum link direto para fazer a compra. O retorno também será individual, e você poderá lidar com a necessidade específica de cada um de seus clientes.

Status

O Status é uma ferramenta do WhatsApp que permite que você compartilhe vídeos, imagens, gifs, textos e até links com um período de 24h de duração, sendo tudo apagado depois disso.

Como uma das estratégias para a Black Friday, você pode compartilhar no Status as suas promoções matadoras, já contando que elas ficarão disponíveis por um tempo determinado. As informações ficam visíveis para todos os seus contatos do WhatsApp e podem gerar vendas extras para seu e-commerce.

Dica Extra: não sabe onde conseguir imagens grátis e livres de direitos para usar na divulgação? Utilize o Pixabay, que tem em seu acervo mais de 1 milhão de imagens compartilhadas pela comunidade.

Também utilize o Telegram

O Telegram é um mensageiro similar ao WhatsApp e que ganha cada vez mais adeptos. Porém, ele tem algumas funcionalidades que não são encontradas no outro aplicativo de conversas.

Entre elas, está a possibilidade de criar um canal que permite fazer a transmissão de mensagens para um número ilimitado de membros inscritos. Para isso, você precisa criar uma lista e disponibilizar o link para que as pessoas interessadas se inscrevam.

O canal também funciona como um programa através de um bot, ou seja, um robô que responde as perguntas que os clientes mais fazem, como o preço dos produtos, as formas de envio, etc.

Outra funcionalidade dos bots é a configuração para demais tarefas, como mostrar um catálogo de produtos, consultar a disponibilidade de determinados itens em estoque, entre outras.

Desenvolva ações com Push Notification

Plataformas de e-commerce, como o SuperON, permitem que você envie notificações mobile e informações sobre promoções e cupons de desconto, levando os usuários que já usam o sistema à ação imediata – e essa é uma das estratégias para a Black Friday.

O ideal é encaminhar promoções específicas de acordo com o perfil de compra dos seus grupos de usuários, mas nada impede que você utilize a ferramenta para impactar toda a sua base.

Outra dica é encaminhar mais de uma notificação, inclusive na pré-Black Friday, gerando interesse no consumidor antes mesmo do grande dia. Ah, e por que não fazer uma pós-Black Friday com aqueles produtos de menor giro e que você esperava que tivessem vendido mais?

Dica Extra: além das notificações nos smartphones e tablets, você também pode construir uma audiência para seu e-commerce a partir do seu site, com notificações diretamente no navegador (Chrome, Safari, Mozilla Firefox).

O Subscribers faz isso gratuitamente, permitindo que você mande suas novidades, promoções e até criando uma trilha de notificações para quando as pessoas se inscreverem. É uma boa oportunidade para falar dos seus diferenciais, e já gera conversões. Esse é um complemento que propicia um tráfego para suas próximas datas especiais, como o Natal, por exemplo.

Crie uma campanha de e-mail com contador regressivo

Em uma data como a Black Friday, um dos gatilhos mais trabalhados para a persuasão até a venda é o da escassez. Uma das melhores formas de despertar esse senso de urgência no consumidor é a partir de contadores regressivos, que reforçam a oferta por tempo limitado, forçando a pessoa a antecipar suas ações.

Duas ferramentas bem simples, e grátis, para a criação desses timers dentro do e-mail são o Sendtric e o MotionMail. Elas permitem personalizar as cores e as fontes dos números para ficar mais com a cara da sua empresa, se adaptando melhor ao visual do seu e-mail.

Elas podem ser uma das estratégias para a Black Friday, pois são muito simples de usar, bastando colocar a data em que o contador irá encerrar. Adicione ao e-mail as suas ofertas e condições mais impactantes, e prepare-se para aumentar suas respostas por esse canal.

Faça vídeos mostrando os seus produtos

Quem não passa algumas horas da semana vendo vídeos no YouTube, Facebook, Instagram, WhatsApp, etc? O formato audiovisual é mais cativante e transmite melhor as sensações e detalhes do que está em quadro. Os smartphones democratizaram a produção de vídeos, tornando muito mais fácil e rápido gravar e publicar o seu conteúdo – não é à toa que as redes sociais estão cheias de vídeos selfies.

Dito isso, por que não colocar os vídeos gravados de forma caseira, mas que apresentam seus produtos que vão estar em promoção, sanando possíveis dúvidas de seus consumidores quanto ao atendimento e vigência dos preços nas estratégias para a Black Friday?

Você pode utilizar o ambiente da sua loja física ou seu armazém/estoque como cenário, aproximando seus clientes da empresa. Ao enviar e publicar nos seus canais (Facebook, Instagram e WhatsApp, por exemplo), lembre-se sempre de deixar um link para direcionar sua audiência para onde estão suas promoções.

Muitas vezes, não é necessária uma superprodução, apenas usar sua criatividade e clareza para comunicar diretamente com o seu público-alvo. Além de que o vídeo aumenta a sua chance de conseguir novos clientes a partir do compartilhamento, que costuma ser maior nesse formato.

Aposte nas lives

Além dos vídeos comuns, também é possível fazer lives como uma das estratégias para a Black Friday. Ou seja, transmissões ao vivo com informações sobre os produtos que vendem no seu e-commerce.

A ideia é que você possa suprir as necessidades que alguns clientes têm de interagir com os produtos antes de fazer as compras. Com as lives, eles poderão ter essa experiência e, até mesmo, fazer perguntas sobre o uso para o apresentador.

As lives podem ser feitas pelo seu canal no YouTube ou em redes sociais, como o Facebook e o Instagram. Depois de assistir aos vídeos, os clientes podem acessar o seu site e navegar procurando os produtos que desejam comprar, evitando o bounce rate.

Inove com os pagamentos via QR Codes

Uma tendência em estratégias para a Black Friday é o uso de QR Codes para pagamento. Esse método é muito prático e fácil de ser utilizado pelos clientes. Basta que você crie um código de barras junto ao seu banco ou em fintechs, como o PicPay, e disponibilize junto aos produtos no seu site.

De tal maneira, basta o cliente escanear a tela do computador com a câmera do celular e o valor será debitado na conta corrente que ele tem cadastrada. Tudo de forma prática, rápida e segura.

Os pagamentos via QR Code estão ganhando popularidade, e são úteis por ser rápidos para o cliente. Também são mais seguros do que os cartões de débito e crédito, tendo em vista que não são fornecidos dados que podem fazer com que hackers acessem as contas dos clientes, por exemplo.

Não se limite à Black Friday

Esperamos que as dicas contribuam com as estratégias para a Black Friday da sua empresa, mesmo que você tenha deixado algumas coisas para a última hora. E você não precisa ficar restrito à essa data: adote essas ações para aumentar suas vendas continuamente.

Manter um contato próximo com seus clientes, dialogando com eles e oferecendo condições que os mantenham estimulados e comprando é uma estratégia diária que, com certeza, pode gerar um resultado positivo para o seu negócio.

Pratique sempre o marketing de relacionamento e faça das estratégias para Black Friday uma possibilidade de fidelizar clientes. Como defende Kotler, “conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual”. Por isso, essas estratégias para a Black Friday, e depois dela, são tão importantes.

Gostou das dicas? Conhece mais estratégias para a Black Friday que não falamos? Compartilhe com a gente nos comentários! A sua participação é sempre muito bem-vinda por aqui!